Artigos

2017 está sendo cotado como um dos três anos mais quentes.

2017 está sendo cotado como um dos três anos mais quentes.

Os dados para este ano de 2017 apontam uma tendência de longo prazo de temperaturas recorde ao redor do mundo, diz a Organização Meteorológica Mundial (OMM).

De acordo com a OMM, as temperaturas nos primeiros nove meses deste ano provavelmente não seriam superiores a 2016, quando havia um forte sistema climático de El Niño, mas superior a qualquer coisa antes de 2015.

Petteri Taalas, secretário-geral da OMM, disse que os últimos três anos foram os três mais quentes. Isso faz parte de uma tendência de aquecimento a longo prazo. Nós testemunhamos um clima extraordinário, incluindo temperaturas atingindo 50ºC na Ásia, furacões recorde em rápida sucessão no Caribe e Atlântico até a Irlanda, devastadoras inundações de monções que afetam muitos milhões de pessoas e uma seca implacável na África Oriental “.

Ele disse que outros estudos científicos detalhados seriam realizados, mas que já era possível dizer que muitos “trazem o sinal revelador das mudanças climáticas” causadas pelo aumento das concentrações de gases de efeito estufa de atividades humanas, como a queima de combustível fóssil e desmatamento.

Esse recente aumento na temperatura média global confirma uma tendência de aquecimento renovada nos últimos anos, o que diminuiu seu ritmo ligeiramente na década anterior, levando alguns céticos do clima a reivindicar o aquecimento global ter “pausado”.

Os resultados foram revelados aos delegados nas negociações climáticas globais da ONU que se realizam em Bonn, Alemanha, na semana de 6 de novembro e na semana seguinte.

As promessas atuais, de acordo com as estimativas, deixam o mundo 3ºC mais quente do que nos tempos pré-industriais. Nesse nível, os níveis do mar aumentariam, as ondas de calor e as secas se tornariam mais comuns em grandes partes do globo, e tempestades e enchentes mais ferozes seriam mais prováveis.

Pesquisas recentes também descobriram que os níveis de dióxido de carbono na atmosfera são agora maiores do que foram há 800 mil anos. Os cientistas reagiram com preocupação as descobertas da OMM, que ainda são provisórias e cobrem apenas janeiro a setembro. Martin Siegert, co-diretor do Grantham Institute no Imperial College de Londres, disse: “O estado do nosso clima está sendo reiniciado pelos humanos.

O que antes eram eventos de um ano em cem anos agora estão se transformando em eventos regulares. Vemos isso em termos de impactos climáticos extremos, com exemplos do sul dos EUA este ano “.

Texto: Karen P Castillioni

contato@sustentahabilidade.com

Outros Textos da Autora

http://sustentahabilidade.com/novo-estudo-revela-que-plantas-emitem-mais-quimicos-durante-ondas-de-calor/

http://sustentahabilidade.com/seu-cachorro-pode-estar-te-manipulando/

Referência https://www.theguardian.com/environment/2017/nov/06/2017-set-to-be-one-of-top-threehottest-years-on-record Foto https://noticias.eltiempo.es/la-primera-ola-de-calor-del-2017/

 

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Bióloga com Mestrado em Botânica pela UNESP.Desenvolvedora de estudos ligados à ecologia, conservação, sustentabilidade e impactos das alterações climáticas.

Mais em Artigos

Mulher na Dependência Quimica

A vulnerabilidade da mulher e a Dependência Química – Parte 2

Dependência Química19 de janeiro de 2018
Fragilidade Humana

A fragilidade humana …”matéria prima” dos ditadores.

Roberto Mangraviti17 de janeiro de 2018
Investimento

Investimento X Resultado em Qualidade e Sustentabilidade

Roberto Roche16 de janeiro de 2018
crise economia

Consequências da crise econômica: quem vai registrá-las?

Ricardo Rose15 de janeiro de 2018
Lições de Mark Zuckerberg

Lições de Mark Zuckerberg para universitários brasileiros

Roberto Mangraviti14 de janeiro de 2018

Como aparar as asas de aves mantidas como pet

Adriana Tereza Petrocelli13 de janeiro de 2018

Conheça nossa nova Colunista: Adriana Tereza Petrocelli

Bel Gimenez13 de janeiro de 2018
O preço do cobre, os veículos elétricos e a energia renovável

O preço do cobre, os veículos elétricos e a energia renovável.

Roberto Mangraviti12 de janeiro de 2018

Desmatamento na Amazônia, é um estrago irrecuperável?

Roberto Mangraviti10 de janeiro de 2018

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »