Artigos

5 de junho – Dia Mundial do Meio Ambiente

5 de junho – Dia Mundial do Meio Ambiente

Dia 5 de junho é uma data que merece bastante destaque no calendário mundial, pois é oficialmente o Dia Mundial do Meio Ambiente.

Por que essa data foi escolhida?

O dia 5 de Junho foi escolhido em 1972 pela Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas), em homenagem ao dia da abertura da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Humano, que aconteceu em Estocolmo. A Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Humano, também conhecida como Conferência de Estocolmo, foi a primeira grande reunião de chefes de estado organizada pelas Nações Unidas (ONU) para tratar das questões relacionadas à degradação do meio ambiente. Essa reunião foi marcada pela preocupação com o meio ambiente e estabelecimento de princípios para orientar a política ambiental em todo o planeta.

Qual é a importância dessa data?

A data tem como finalidade alertar o público mundial e governos de cada país para os perigos de negligenciarmos a tarefa de cuidar do meio ambiente. Além disso, a data propõe que atividades de proteção e preservação do meio ambiente sejam promovidas.

Atualmente, muitos problemas merecem uma preocupação e um cuidado maior por parte dos governantes e da população a fim de que os impactos ambientais sejam minimizados. Dentre os principais problemas que afetam o meio ambiente, destacam-se o descarte inadequado de lixo, a falta de coleta seletiva e de projetos de reciclagem, consumo exagerado de recursos naturais, desmatamento, introdução de espécies exóticas, uso de combustíveis fósseis, queimadas criminosas, desperdício de água e esgotamento do solo.

Neste ano de 2016, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) nomeou a Angola como o país sede para as celebrações do Dia Mundial do Meio Ambiente. Um dos motivos que levaram à escolha de Angola foi o rol de ações tomadas pelo governo para conservar e reconstruir a população de elefantes. Essa escolha está diretamente relacionada com o tema deste ano: a luta contra o comércio ilegal de animais silvestres. Esta é uma questão de particular importância em Angola, onde a caça furtiva ameaça os esforços para reconstruir uma população de elefantes dizimada por uma guerra civil de décadas que começou em 1975.

elefante

O comércio de marfim do elefante e chifre do rinoceronte faz parte dessa ameaça aos animais. O número de elefantes mortos na África anualmente soma mais de 20 mil por ano, em uma população de 420 mil a 650 mil. Além disso, relatórios oficiais mostram que 1.215 rinocerontes foram caçados ilegalmente na África do Sul só em 2014, o que significa que um rinoceronte foi morto a cada oito horas.

Além do comprometimento do país em eliminar a ameaça a esses animais, no início deste ano, também foi proposta pelo governo a revisão do Código Penal a fim de criar punições mais severas para os caçadores ilegais, como parte dos esforços para reverter o dano causado às populações de vida selvagem.

Com isso, a temática deste ano visa principalmente proteger espécies, ecossistemas da extinção, porém os demais cuidados com o nosso meio ambiente continuam igualmente importantes.

hipopotamo

Figuras:

http://observatorio3setor.com.br/noticias/dia-mundial-do-meio-ambiente-reflexao-sobre-a-preservacao-da-vida /

http://www.redeangola.info/marcha-global-pelos-elefantes-e-rinocerontes /

http: //www.africa21online.com/artigo.php?a=16325&e=Ambiente

Referências:

http://web.unep.org/angola-%C3%A9-nomeada-sede-do-dia-mundial-do-meio-ambiente-2016

https://sustainabledevelopment.un.org/milestones/humanenvironment

SANTOS, Vanessa Sardinha Dos. “05 de Junho — Dia Mundial do Meio Ambiente”; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/dia-mundial-do-meio-ambiente-ecologia.htm>.

 

Autora: Karen P Castillioni

contato@sustentahabilidade.com

 

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Bióloga com Mestrado em Botânica pela UNESP.Desenvolvedora de estudos ligados à ecologia, conservação, sustentabilidade e impactos das alterações climáticas.

Mais em Artigos

Varejo

Varejo crescerá 1,4% em 2017.

Roberto Mangraviti21 de outubro de 2017
Boni

Boni-65 anos de brilhante trajetória televisiva

Fabio Rejaili Siqueira20 de outubro de 2017
Riso

A origem do riso

Convidado18 de outubro de 2017
acidente ambiental

Complacência MATA!

Roberto Roche17 de outubro de 2017

Desperdício “Zero” … cultura Mottainai do Japão.

Tiemi Yamashita13 de outubro de 2017

O quão grande pode se tornar um tsunami?

Cristian Reis Westphal12 de outubro de 2017
Meio Ambiente

A Importância da Conformidade Ambiental da Indústria

Roberto Roche10 de outubro de 2017
Cerrado

Cerrado e agricultura

Ricardo Rose6 de outubro de 2017
QSMS-RS sustentabilidade

O que a indústria espera do seu Gestor de Sustentabilidade

Roberto Roche5 de outubro de 2017

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »