Artigos

A caça ilegal de elefantes na África move 25 milhões de dólares por ano

A caça ilegal de elefantes na África move 25 milhões de dólares por ano

Um novo estudo revelou que a caça ilegal de elefantes na está custando em torno de $ 25 milhões por ano com turistas que procuram por marfim. A cada ano, morrem por conta da caça cerca de 20.000 a 30.000 mamíferos dóceis e inteligentes.

Segundo um artigo publicado na Nature Communications, os pesquisadores da World Wildlife Fund (WWF) e das Universidades de Vermont e Cambridge notaram que o seu trabalho representa a primeira avaliação em todo o continente das perdas econômicas provocadas pela recente onda de caça furtiva ao elefantes. Este dreno econômico é muito maior do que o custo que é preciso para proteger esses elefantes, que é estimado em apenas US$565 dólares por quilômetro quadrado ao ano.

“Embora tenha havido sempre fortes razões morais e éticas para a conservação de elefantes, nem todo mundo compartilha este ponto de vista”, relatou o principal autor do estudo, Dr. Robin Naidoo, um cientista da vida selvagem da WWF, em um comunicado.”Nossa pesquisa mostra que investir na conservação do elefante é, na verdade, a política econômica inteligente para muitos países africanos.”

Perturbadoramente, o comércio ilegal de marfim triplicou de tamanho desde 1998. Como resultado, os elefantes da África caíram mais de 20% na última década.

O Elefante Africano está listado como “vulnerável” segundo a União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN), entretanto o comércio de marfim florescente – impulsionado cada vez mais por financiados empreendimentos criminosos – ameaça para torná-los na categoria “em perigo”.

Texto: Cristian Reis Westphal
contato@sustentahabilidade.com

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Estudante de Engenharia Química. Lidera há 7 anos o projeto Ciência e Astronomia, que compartilha informações nas áreas da ciência e astronomia. Trabalha com divulgação científica em escolas e disponibiliza telescópios para observações em praças.

Mais em Artigos

São Paulo

Cidade de São Paulo – TODOS são “fumantes”.

Roberto Mangraviti9 de dezembro de 2017
Leite e Qualidade

Leite: qualidade, processamento e as nomenclaturas comerciais.

Convidado8 de dezembro de 2017
Pré-História

Homem … 45 mil anos de impacto ambiental

Ricardo Rose7 de dezembro de 2017
Gestão Ambiental

Gestão Ambiental portuária, Ônus ou Oportunidade?

Roberto Roche5 de dezembro de 2017
equipes

Equipes de Crise Corporativa

Roberto Mangraviti2 de dezembro de 2017
Energia Aeólica

A Cidade de Saerbeck planejou e realizou o futuro.

Roberto Mangraviti1 de dezembro de 2017
Demitir Clientes

Momento(s) de “demitir” um cliente !

Roberto Mangraviti30 de novembro de 2017

A revolução das impressoras 3D: Impressão de pontes de aço

Cristian Reis Westphal29 de novembro de 2017
Gestão Hospitalar

A moderna gestão hospitalar e a questão ambiental.

Roberto Roche27 de novembro de 2017

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »