Artigos

A Cápsula do Tempo da Paz

A Cápsula do Tempo da Paz

Em todos locais do planeta, as pessoas clamam pela paz. Os recentes acontecimentos na França não motivaram a construção deste texto, pois estas linhas foram escritas antes deste triste episódio.      Por vezes nestes momentos agudos, muitos se ocupam de lembrar (com justiça) dos mortos e mutilados, mas se esquecem nos dias subsequentes de seguir na incansável construção desta árdua tarefa da edificação da paz. Mas existem expoentes na humanidade, todos longe de cargos políticos, que seguem nesta missão educadora. São pessoas que não são entrevistadas quando ocorrem estes desastres, pois como um operário silencioso que ergue uma imensa parede, trabalham no dia a dia, assentando o tijolo na quietude do seu labor incansável. Um destes operários, que dedicam a vida em nome da paz, chama-se Divaldo Pereira Franco. Palestrante nascido em Feira de Santana (BA), com 88 anos de idade, é um verdadeiro líder brasileiro pela paz universal. Certamente não há no Planeta um currículo semelhante ao deste baiano de voz mansa porém firme. Com cerca de 15.000 conferências proferidas pelo mundo, sendo três delas na ONU, seu movimento pela paz já percorreu 70 países em todos continentes do planeta. Dada a sua idade mais avançada, estes eventos agora ocorrem com menor frequência, mas ainda geram os fundos suficientes para sustentar a “Mansão do Caminho” (*). Como se esta imensa história não bastasse, Divaldo lançou o Projeto Cápsula do Tempo, que é um movimento mundial em favor da paz, criado há 18 anos( ou seja quando ele completou 70 anos de vida).

3 - indice

O objetivo do Projeto é perpetuar no tempo uma atmosfera de paz, bastando para isso ao interessado depositar uma mensagem com suas palavras, ou seus pensamentos e ideais em favor da PAZ, assim como as suas aspirações e desejos para um mundo mais fraterno. Para isso, basta fazer o download (http://reencontro-sp.org.br) e preencher a ficha de cadastro seguindo as instruções, no endereço explicitado no citado site, até o dia 30 de novembro de 2015. A cápsula contendo estas aspirações e desejos, somente será aberta daqui 30 anos quando provavelmente Divaldo estará olhando os nossos escritos lá do céu. O que será que os nossos descendentes encontrarão? Que desejos com relação ao futuro, teremos depositado ? Bem, depende de como estamos encarando a violência hoje. Mas não falamos aqui das nossas respostas às cenas de barbárie vistas na França, estas cabem aos políticos … mas do tijolinho chamado “atitude”, que cada um terá que assentar na história do Planeta.

Autor: Roberto Mangraviti

contato@sustentahabilidade.com

 

 

(*) Atende, gratuitamente, cerca de 3.200 crianças e adolescentes por dia, além de adultos e idosos carentes. Para os alunos das escolas, crianças da Creche A Manjedoura, albergados da Caravana Auta de Souza e funcionários, a Mansão do Caminho fornece cerca de 5.000 refeições por dia.[

 

Títulos e Prêmios Concedidos a Divaldo Franco

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade pela WEBTV. Palestrante, Moderador de Seminários Internacionais de Eficiência Energética, Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em Artigos

Queimadas 2017

Queimadas 2017

Roberto Mangraviti18 de fevereiro de 2018
Upp's no Rio de Janeiro

As UPP’S do Rio de Janeiro… uma farsa para “ inglês ver”.

Roberto Mangraviti17 de fevereiro de 2018
Energia de gás natural e biomassa

Energia de gás natural e biomassa

Bel Gimenez16 de fevereiro de 2018
Humburger

Alimentos feitos de insetos, uma realidade de mercado.

Roberto Mangraviti14 de fevereiro de 2018
A Mordida da Centopéia

A mordida da centopéia

Karen P Castillioni13 de fevereiro de 2018
Nicolas Maduro

E agora José ?

Roberto Mangraviti12 de fevereiro de 2018
Empório Mata Atlântica

Empório Mata Atlântica com picolés de Uvaia e Juçara.

Bel Gimenez11 de fevereiro de 2018
Plásticos no Mar

Como o plástico está prejudicando recifes de corais?

Karen P Castillioni9 de fevereiro de 2018
O capital

Melhora ou estagnação?

Ricardo Rose8 de fevereiro de 2018

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »