Artigos

A solução de logística dos medicamentos … um absurdo NACIONAL.

A solução de logística dos medicamentos … um absurdo NACIONAL.

A proposta do prefeito João Doria, que utilizará a logística das empresas fabricantes de medicamentos, escancara uma pergunta óbvia … como é possível QUE NUNCA ANTES NESSE PAÍS, ninguém pensou em algo tão óbvio para TODAS grandes cidades do Brasil?

Para quem não sabe, as Prefeituras compram medicamentos das indústrias, que entregam nos Depósitos destas prefeituras que armazenam.

Após a separação dos lotes (afinal são diversas indústrias produtoras), os lotes são separados e encaminhados para as Unidades de Saúde.

Paralelamente, estas mesmas indústrias, entregam para as grandes redes de farmácia, OS MESMOS MEDICAMENTOS, para revenda.

O que fará a Prefeitura de São Paulo?

Interromper esta operação triangular … ao invés das indústrias enviarem aos Depósitos da Prefeitura, que depois enviariam para as UBS’s , elas os farão DIRETAMENTE PARA AS REDES DE FARMÁCIAS PARTICULARES, afinal todos os dias, estas indústrias entregam para as redes de farmácias, os MESMOS MEDICAMENTOS.

Sendo assim, ao invés de entregarem 10 caixas, de “aspirinas” vendidas do laboratório X para Rede Y , entregaram 11 ( uma a mais para Prefeitura).

Estima-se que a Prefeitura de São Paulo economizará por semestre R$ 250.000.000,00.

Sim, 250 milhões de reais, acabando com esta triangulação, sem contar que por ineficiência de estocagem, muitos medicamentos eram jogados no lixo, por armazenamento inadequado, prazo de validade vencido, etc, etc… atingindo um absurdo de 10% de perda.

Quanto que o Brasil perde por ano, se consideramos que todas as grandes cidades utilizam a mesma “logística” absurda?
Faltou dinheiro para saúde na cidade nos últimos ? Advinha porque?

Prezado Sr. Prefeito João Doria … honestamente não sei se “Vossa Excelência” será um bom prefeito para a capital paulistana.

Até porque esta sua ideia com a distribuição de medicamentos, é óbvia demais, para que população conclua que seja algo tão brilhante assim.

Qualquer estagiário de uma área de transporte, distribuição ou planejamento de uma grande empresa, pensaria na mesma solução, após 1 semana de início do estágio.

Na verdade, suas ações são ridiculamente simples e óbvias.
Vossa Excelência terá que mostrar muito … mas muito mesmo… outras qualidades para ser avaliado como um bom gestor.

Agora sigamos no texto “falando” com todos os demais prefeitos dos últimos 30 anos das grandes cidades: “ o que vocês estavam fazendo no seu horário de expediente das 8 às 17 horas , SANTO DEUS ? “

PS : a cidade de São Paulo tem 3 mil farmácias na periferia da cidade, que distribuirão estes medicamentos sem custo adicional, até porque seu possível cliente está “entrando” no seu estabelecimento para pegar um medicamento gratuito da Prefeitura, e eventualmente comprando um drops ou algodão naquele momento.

Por outro lado Farmácias (algumas delas) operam 24 horas e UBS , não.

Além do que, ninguém precisa sair do trabalho para buscar remédio e ficar horas em UBS … poderá pegar a noite , quiça eventualmente, na mesma rua da sua casa.

Texto: Roberto Mangraviti
contato@sustentahabilidade.com

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade.com pela WEBTV. Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em Artigos

Risco Ambiental na Gestão de Resíduos Sólidos

Risco Ambiental na Gestão de Resíduos Sólidos

Roberto Roche12 de dezembro de 2017
São Paulo

Cidade de São Paulo – TODOS são “fumantes”.

Roberto Mangraviti9 de dezembro de 2017
Leite e Qualidade

Leite: qualidade, processamento e as nomenclaturas comerciais.

Convidado8 de dezembro de 2017
Pré-História

Homem … 45 mil anos de impacto ambiental

Ricardo Rose7 de dezembro de 2017
Gestão Ambiental

Gestão Ambiental portuária, Ônus ou Oportunidade?

Roberto Roche5 de dezembro de 2017
equipes

Equipes de Crise Corporativa

Roberto Mangraviti2 de dezembro de 2017
Energia Aeólica

A Cidade de Saerbeck planejou e realizou o futuro.

Roberto Mangraviti1 de dezembro de 2017
Demitir Clientes

Momento(s) de “demitir” um cliente !

Roberto Mangraviti30 de novembro de 2017

A revolução das impressoras 3D: Impressão de pontes de aço

Cristian Reis Westphal29 de novembro de 2017

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »