Artigos

As doenças de pele e os animais antropomorfizados

As doenças de pele e os animais antropomorfizados

As dermatopatias (doenças de pele) são uma das principais patologias atendidas no consultório veterinário. Por isso montamos um texto com algumas dicas de como evita-las.

Esse tipo de doença pode ocorrer por vários fatores como: fungos, bactérias, ácaros, vírus. Podem também ser o reflexo de doenças hormonais, autoimunes e até câncer. Justamente por ter tantas causas, a lesão de pele não pode ser negligenciada e deve ser acompanhada de perto por um profissional competente. Vale destacar que nos dias de hoje , já existem médicos veterinários especialistas em dermatologia.

Porém uma das ações que podemos tomar para minimizar esse problema tão comum, é diminuir a frequência de banhos nos cães. O banho deve ser dado a cada 21 dias e se não for possível aguardar, a cada 15 dias, mas nunca dê banhos semanalmente. O banho excessivo retira a barreira de proteção natural da pele, deixando-a menos protegida. Outra boa atitude é não usar perfumes (mesmo os específicos para cães). Os animais tem um olfato muito mais apurado que o nosso, e por isso o cheiro do perfume gera desconforto, podendo inclusive proporcionar alergias.

O Brasil, por ser um país tropical, sofre com o problema dos ectoparasitas (pulgas, carrapatos e piolhos) que além de causarem a alergias e a dermatites, ainda podem transmitir bactérias e vermes. Assim sendo é interessante sempre usar um carrapaticida próprio para cães, pode ser coleira, pour on ou comprimido.

Algumas raças de cães possuem muito pelo, como os Shithzu , Spiz Alemão, Lhasa Apso entre outras. O excesso de pelo em um local quente promove o abafamento da pele deixando-a mais propícia a infecções fúngicas. A tosa é muito bem vinda nesse caso, pois além de resolver o problema do abafamento, ainda promove um conforto térmico para o cão.

Infelizmente uma boa parte das doenças dermatológicas ocorre devido a grande intervenção humana nos hábitos dos animais, visando estética e prazer próprio. Cachorros não devem ser antropomorfizados … instituir hábitos humanos nos cães só causa sofrimento psicológicos, e as vezes físico, para ambas as partes.

Autora : Dra. Fernanda Lanzelotti

contato@sustentahabilidade.com

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Médica Veterinária graduada na Unesp - Botucatu. Pós-Graduada em Acupuntura Veterinária e em clínica médica e cirúrgica de Felinos. Os atendimentos são realizados no cunsultório da Clínica Veterinária Spécialité -Uberlândia -Mg

Mais em Artigos

Varejo

Varejo crescerá 1,4% em 2017.

Roberto Mangraviti21 de outubro de 2017
Boni

Boni-65 anos de brilhante trajetória televisiva

Fabio Rejaili Siqueira20 de outubro de 2017
Riso

A origem do riso

Convidado18 de outubro de 2017
acidente ambiental

Complacência MATA!

Roberto Roche17 de outubro de 2017

Desperdício “Zero” … cultura Mottainai do Japão.

Tiemi Yamashita13 de outubro de 2017

O quão grande pode se tornar um tsunami?

Cristian Reis Westphal12 de outubro de 2017
Meio Ambiente

A Importância da Conformidade Ambiental da Indústria

Roberto Roche10 de outubro de 2017
Cerrado

Cerrado e agricultura

Ricardo Rose6 de outubro de 2017
QSMS-RS sustentabilidade

O que a indústria espera do seu Gestor de Sustentabilidade

Roberto Roche5 de outubro de 2017

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »