Artigos

Atitudes Sustentáveis

Atitudes Sustentáveis

Atualmente, o termo “sustentabilidade” tem sido bastante utilizado. Mas você realmente sabe o que isso significa? Sabe como contribuir com a sustentabilidade? Vale a pena se atentar a este conceito, pois a sustentabilidade está entre as grandes preocupações sobre o destino da Terra e das comunidades ecológicas que a ocupam1.

A palavra sustentável significa “que se pode sustentar, defender, que tem condições para se manter ou conservar”4. Uma atividade sustentável é aquela que pode ser continuada ou repetida em um futuro previsível (no que é conhecido até o momento). As atividades humanas geraram a preocupação com ações nitidamente insustentáveis de sobre-exploração, como a retirada de peixe do mar mais rápido do que a capacidade de repor os cardumes perdidos. Além disso, culturas agrícolas ou florestas não podem mais serem exploradas de forma a deteriorar a qualidade do solo e tornar os recursos hídricos inadequados, assim como, não podemos manter a diversidade da natureza se continuarmos a provocar a extinção de espécies1.

Em 1991, três importantes organizações mundiais, World Conservation Union, United Nations Environment Programme e World Wide Fund for Nature publicaram “Cuidando da Terra: uma estratégia para a existência sustentável”1, em inglês “Caring for the earth: A strategy for sustainable living”. O documento apresenta uma nova estratégia para o desenvolvimento sustentável, com base em tudo o que foi aprendido nos últimos anos sobre a complexidade dos problemas ambientais e mostra como, em longo alcance, são as ações e os objetivos necessários para combater tais problemas3.

Nos últimos tempos, a ênfase sobre a sustentabilidade mudou de uma perspectiva ecológica para outra que considera condições econômicas e sociais que influenciam essa atividade1. Um exemplo é demonstrado no setor empresarial e industrial. Recentemente, entrou em vigor um sistema que visa estimular as empresas a reduzirem seus impactos negativos sobre o meio ambiente e melhorar a utilização de recursos. O Sistema Brasileiro de Medição e Certificação da Pegada de Carbono de Produtos foi desenvolvido pela Carbon Trust e pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). O sistema medirá a pegada de carbono e de água das indústrias, ou seja, quanto dióxido de carbono (CO2) e outros gases de efeito estufa associados foram lançados na atmosfera para produzir um determinado produto ou matéria-prima, e o volume de água usado no processo. Essa certificação, que será emitida pela ABNT, atuaria como um diferencial competitivo a mais para as empresas poderem utilizar na hora que estiverem tentando fechar contratos de venda2;5.

Vale destacar que, no contexto da sustentabilidade, de acordo com os autores Townsend, Begon e Harper (2010) do livro “Fundamentos em Ecologia”:

“A sustentabilidade das atividades humanas e o tamanho e a distribuição da população são preocupações cada vez mais frequentes do público em geral e dos políticos que o representam. Contudo, para alcançar a sustentabilidade ou até mesmo para aproximar-se dela, é necessário mais do que vontade – é necessária a compreensão ecológica, cuidadosamente adquirida e, mais ainda, aplicada”1.

Vejamos agora 10 atitudes sustentáveis que estão ao seu alcance:

  1. Economizar água
  2. Economizar e reciclar papel, podendo utilizá-lo como rascunho
  3. Economizar energia elétrica, não deixando lâmpadas acesas sem necessidade
  4. Reciclar o lixo
  5. Não jogar lixo no chão.
  6. Evitar o uso de sacolas plásticas, embrulhos e produtos que possuem muita embalagem. É possível, por exemplo, optar por sacolas ecológicas ou ecobags
  7. Adotar a horta doméstica, cultivando hortaliças como salsinha, coentro, cebolinha, entre outros
  8. Não desperdiçar alimentos, comprando e cozinhando somente o que será consumido
  9. Substituir o carro pela bicicleta ou uma caminhada em curtas distâncias
  10. Ensinar as crianças sobre a importância com os cuidados à natureza.

Deste modo, não só contribuímos com a conservação do ambiente em que vivemos, mas também geramos economia para o nosso bolso.

Sustenta2

Referências:

1Townsend, C. R.; Begon, M; Harper, J. L. (2010). Fundamentos em Ecologia. 3º edição. Editora Artmed, pág 438-439.

2http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/empresas-brasileiras-agora-contam-com-uma-pegada-de-peso

3https://books.google.com.br/books/about/Caring_for_the_earth.html?id=Q8vUTQx5dAQC&redir_esc=y

4https://dicionariodoaurelio.com/sustentável

5http://www.abnt.org.br/imprensa/releases/4632-novo-selo-ambiental-indicara-a-pegada-de-carbono-e-agua-de-produtos

Figuras:

  • http://www.superbom.com.br/blog/ensine-na-pratica-a-sustentabilidade-aos-seus-filhos/
  • http://www.cec.com.br/dicas-sustentabilidade-consumo-consciente?id=237

Autora: Karen P Castillioni

contato@sustentahabilidade.com

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Bióloga com Mestrado em Botânica pela UNESP.Desenvolvedora de estudos ligados à ecologia, conservação, sustentabilidade e impactos das alterações climáticas.

Mais em Artigos

Motivação_Herzberg

Teoria da Motivação de Herzberg (3).

Roberto Mangraviti23 de novembro de 2017
Bolsa Família

O Bolsa Família ocultou a taxa de desemprego real?

Roberto Mangraviti22 de novembro de 2017
QSMS-RS e Sustentabilidade

Mais líderes na gestão de QSMS-RS & Sustentabilidade

Roberto Roche20 de novembro de 2017
Motivação

Teoria da Motivação de McClelland(2)

Roberto Mangraviti17 de novembro de 2017
Infraestrutura

Infraestrutura no Brasil – Concessionárias as únicas com bons resultados( Parte 3)

Roberto Mangraviti16 de novembro de 2017
Gestão Ambiental Portuária

Gestão Ambiental portuária, Ônus ou Oportunidade?

Roberto Roche14 de novembro de 2017

Motivação na ótica de Maslow

Roberto Mangraviti13 de novembro de 2017
Adam Smith

Lições para o Brasil – Adam Smith

Roberto Mangraviti12 de novembro de 2017
Animal Pré-histórico

Animais que “deram as caras” depois da extinção dos dinossauros

Karen P Castillioni11 de novembro de 2017

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »