Artigos

Aves e Aviões: o risco de colisão

Aves e Aviões: o risco de colisão

O impacto de um pássaro leve de 1.5 kg com um avião que viaja a 600 km/h equivale a 500 toneladas.

Anualmente, ocorrem milhares de casos de aves que se chocam com aeronaves. Além disso, a presença de aves ao redor dos aviões pode fazer os sistemas de radar difíceis de serem lidos, o que atrasa vôos.

Essa situação oferece um risco não apenas a segurança dos passageiros e dos aviões, mas como da fauna. Por exemplo, em 2009, um bando de gansos canadenses se chocou com um avião que saia de New York. O resultado disso foi que a aeronave precisou fazer um pouso forçado na água e felizmente todos os passageiros sobreviveram.Embora em muitos casos de colisão não haja nenhum risco para a segurança do avião, a mortalidade da fauna é de quase 100%. Os restos orgânicos das aves são percebidas depois na fuselagem.

O Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) é um órgão governamental que recebe as noticações sobre quais espécies estavam envolvidas na colisão e realiza um levantamento nacional de colisões entre aves e aeronaves.

Qual é a solução?

A lei 12.725 de 2012 dispõe sobre o controle de faunas (ex.: urubus) em aeroportos e limita atividades que atraiam aves ao redor de aeroportos, como aterros sanitários ou matadouros.Por outro lado, a fauna do entorno deve ser monitorada e identificada pelos aeroportos públicos, seguindo a determinação da norma 164/2014 dos Regulamentos Brasileiros de Aviação Civil.

Esse monitoramento anual resulta em um diagnóstico que leva a estratégias de manejo para deixar o ambiente mais hostil a presença das aves: remover possíveis abrigos, colocar barreiras para impedir que as aves pousem e se alimentem, além de drenar toda fonte água.  Dispositivos sonoros e luminosos também são adotados, assim como a falcoaria, em que falcões são usados para afugentar espécies como Quero-quero.

Fonte:

Revista O Biólogo. Ano X – n. 39 – Jul/Ago/Set 2016.
http://jornalismo24horas.blogspot.com/2011/06/colisoes-entre-avioes-e-aves-aumentam.html

Texto: Karen P Castillioni

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Bióloga com Mestrado em Botânica pela UNESP.Desenvolvedora de estudos ligados à ecologia, conservação, sustentabilidade e impactos das alterações climáticas.

Mais em Artigos

Motivação_Herzberg

Teoria da Motivação de Herzberg (3).

Roberto Mangraviti23 de novembro de 2017
Bolsa Família

O Bolsa Família ocultou a taxa de desemprego real?

Roberto Mangraviti22 de novembro de 2017
QSMS-RS e Sustentabilidade

Mais líderes na gestão de QSMS-RS & Sustentabilidade

Roberto Roche20 de novembro de 2017
Motivação

Teoria da Motivação de McClelland(2)

Roberto Mangraviti17 de novembro de 2017
Infraestrutura

Infraestrutura no Brasil – Concessionárias as únicas com bons resultados( Parte 3)

Roberto Mangraviti16 de novembro de 2017
Gestão Ambiental Portuária

Gestão Ambiental portuária, Ônus ou Oportunidade?

Roberto Roche14 de novembro de 2017

Motivação na ótica de Maslow

Roberto Mangraviti13 de novembro de 2017
Adam Smith

Lições para o Brasil – Adam Smith

Roberto Mangraviti12 de novembro de 2017
Animal Pré-histórico

Animais que “deram as caras” depois da extinção dos dinossauros

Karen P Castillioni11 de novembro de 2017

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »