Artigos

Bactérias e a formação do oxigênio na Terra Primitiva

Bactérias e a formação do oxigênio na Terra Primitiva

Sem a vida microbiana, a humanidade nunca teria evoluído. Pouco mais de dois bilhões de anos atrás, as algas fotossintéticas tinham sido as responsáveis por proporcionar que o nosso planeta pudesse ser respirável.

Um estudo publicado na Nature Geoscience revela que além das algas, outro fator pode ter sido um grande influenciador da produção de oxigênio: o manto de fogo que havia na Terra primitiva.

Sabe-se que o manto parcialmente fundido e em parte sólida, ocupava cerca de 84% de todo o volume do planeta – e nele continha uma grande quantidade de oxigênio. Na verdade, era o seu elemento mais comum, constituindo cerca de 45 por cento de toda a massa.

Uma equipe de pesquisadores de Yale, Universidade do Estado de Arizona, e do Bayerisches Geoinstitut na Alemanha queriam saber se as concentrações de oxigênio atmosférico na Terra há bilhões de anos atrás foi afetada pelas concentrações de oxigênio no manto. A fim de descobrir, eles submeteram amostras sintéticas do manto inferior a vários ambientes de oxigênio em alta pressão.

As rochas mais densas, onde se encontram entre o manto e o núcleo externo, teriam se transformado em bolhas fundidas que hoje podem ser encontradas sob o continente africano e o Oceano Pacífico.

Por outro lado, as rochas mais leves teriam subido ao manto superior. O modelo dos pesquisadores mostrou que, ao longo do tempo, por meio das placas tectônicas e da atividade vulcânica, este material teria sido forçado até a superfície. As reações químicas teriam por fim liberado o oxigênio, permitindo que fosse distribuído na atmosfera.

Este estudo sugere que a atmosfera primitiva do nosso planeta foi pelo menos parcialmente controlada pelo terror turbulenta do manto super aquecido.

Autor: Cristian Reis Westphal
contato@sustentahabilidade.com

 

Artigos

Estudante de Engenharia Química. Desde 2009 lidera o projeto Ciência e Astronomia, que compartilha informações nas áreas da ciência e astronomia. Trabalha com divulgação científica em escolas e disponibiliza telescópios para observações em praças.

Mais em Artigos

Cães podem ser geneticamente programados para amar seres humanos

Cristian Reis Westphal22 de março de 2019
Dislexia

Dislexia

Dr Leo Kahn21 de março de 2019
Humanos e Animais

Famílias Multiespécies

Fernanda Lanzelotti20 de março de 2019
Motivação_Herzberg

Teoria da Motivação de Herzberg (3).

Roberto Mangraviti19 de março de 2019
Herpes Zoster

Herpes zoster

Dr Leo Kahn16 de março de 2019

Evidências mostram origem de vida humana no Sul da Austrália

Cristian Reis Westphal14 de março de 2019

Mata Ciliar: os cílios das águas

Laís Nunes13 de março de 2019
Imprensa

No país das declarações

Ricardo Rose12 de março de 2019
Guedes ... um país de extrativistas falando muita merda.

Guedes … um país de extrativistas falando muita merda.

Roberto Mangraviti12 de março de 2019

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »