Artigos

Boni-65 anos de brilhante trajetória televisiva

Boni-65 anos de brilhante trajetória televisiva

Jose Bonifácio de Oliveira Sobrinho é o nome completo de um dos maiores profissionais da televisão em toda a sua história.

Filho de Orlando de Oliveira (o músico Caçula que tocou com grandes nomes da musica como Garoto-Anibal Augusto Sardinha e Antonio Rago) e de Joaquina de Oliveira (a psicóloga e escritora Kina de Oliveira) , Boni desde jovem esteve em contato com o mundo da comunicação, pois com quinze anos já freqüentava os estúdios da celebre Radio Clube do Brasil, que na época era dirigida pelo inesquecível dramaturgo e novelista Dias Gomes (1922-1999) e , naquele mesmo ano, 1950, já fazia uma espécie de estagio na Radio Roquette Pinto.

Esse paulista de Osasco, em 1952, passa a trabalhar na recém inaugurada Radio Nacional de São Paulo, escrevendo roteiros para os programas de Manoel de Nóbrega (1913-1976)e no segundo semestre se transfere para a Radio Tupi, a convite do diretor Theophilo de Barros Filho (1911-1969). No final do mesmo ano, finalmente estréia na Televisão nascente, escrevendo um novo programa para o Canal 3,a TV Tupi, chamado Família Sears, já contando com um elenco magistral, como Walter Stuart, Maria Vidal, Sonia Maria Dorce, Adriano Stuart, entre outros.

Ainda na prodigiosa década de 50. Boni se destacou também em outras duas área do cenário midiático: na recém surgida  gravadora RGE (fundada como selo fonográfico em 1954, por Jose Scatena) e também na importante agencia de propaganda Lintas, fundada pelo emérito publicitário gaúcho Rodolfo Lima Martensen (1915-1992).Ao lado dessa bem sucedidas realizações, Boni foi diretor de programas na TV Paulista, sob a supervisão de seu mestre e amigo Roberto Corte Real (1919-1988)

Mas a década de 60 já alvorecia e Boni recebeu do celebre diretor bauruense Edson Leite (1920-1983) de impulsionar a TV Excelsior, exatamente numa fase de bem sucedidas experimentações, como o surgimento da telenovela diária e a popularização dos teleteatros do Canal 9.

Em 1964, Boni é contratado por Walter Clark (1936-1997) para trabalhar na TV Rio, onde essa predestinada dupla conseguem reunir um estelar elenco para essa emissora, registrando nomes como Dercy Gonçalves, Nelson Rodrigues, Chico Anysio ,Leo Batista,  Heron Domingues e João Saldanha.Alias essas  seis grandes  personalidades voltariam a trabalhar com Boni na TV Globo.

Em poucos anos, após a ótima experiência no Canal 13 da Guanabara, Boni vem organizar a montagem a TV Bandeirantes e meses depois, retorna a TV Tupi, para criar o Telecentro, uma interessante experiência de rede entre as emissoras de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Em 1967, reencontra novamente o amigo Walter Clark, que já como diretor artístico  da TV Globo contrata Boni para a renomada emissora do Jardim Botânico. E nos trinta anos que de forma inovadora e genial dirigiu a Rede Globo, imprimiu um estilo e um padrão televisivo imortalizado como o “Padrão Globo de Qualidade” .Alias qualidade pode ser a palavra síntese de seu trabalho.eclético e detalhista, desde dar o titulo para uma novela tão importante como Selva de Pedra (1972) escrita por sua amiga dos tempos da Radio Janete Clair (1925-1983) até escrever a musica de abertura do Fantastico, escrita junto com Guto Graça Mello em 1973

Em 2003, chega um novo desafio : a direção da TV Vanguarda em São Jose dos Campos, afiliada da Rede Globo, missão que abraça e desempenha até hoje, com sucesso e dedicação, a exemplo do magnífico livro auto-biografico que  lançou no final do ano passado, “O Livro do Boni”, pela Editora Casa da Palavra.

Esse é Boni, homem de infinito talento e gigante generosidade que há 65 anos marca presença na TV e na constelação das comunicações brasileiras. Que venham muitos mais anos e muitos trabalhos para ícone tão admirado e tão respeitado por seus pares, pela critica televisiva e pelo conjunto dos telespectadores.

 

Outros Textos do Autor

http://sustentahabilidade.com/chacrinha-100-anos-legado-da-espontanea-alegria-na-tv-brasileira/

http://sustentahabilidade.com/escolinha-do-professor-raimundo-aulas-de-comicidade-na-tv/

 

Texto: Fabio Rejaili Siqueira
contato@sustentahabilidade.com

imagem: O Globo

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Bacharel em Direito, Bacharel em Ciências Sociais e e pesquisador da história da televisão brasileira. É um dos fundadores do Jornal São Paulo em História.

Mais em Artigos

Motivação_Herzberg

Teoria da Motivação de Herzberg (3).

Roberto Mangraviti23 de novembro de 2017
Bolsa Família

O Bolsa Família ocultou a taxa de desemprego real?

Roberto Mangraviti22 de novembro de 2017
QSMS-RS e Sustentabilidade

Mais líderes na gestão de QSMS-RS & Sustentabilidade

Roberto Roche20 de novembro de 2017
Motivação

Teoria da Motivação de McClelland(2)

Roberto Mangraviti17 de novembro de 2017
Infraestrutura

Infraestrutura no Brasil – Concessionárias as únicas com bons resultados( Parte 3)

Roberto Mangraviti16 de novembro de 2017
Gestão Ambiental Portuária

Gestão Ambiental portuária, Ônus ou Oportunidade?

Roberto Roche14 de novembro de 2017

Motivação na ótica de Maslow

Roberto Mangraviti13 de novembro de 2017
Adam Smith

Lições para o Brasil – Adam Smith

Roberto Mangraviti12 de novembro de 2017
Animal Pré-histórico

Animais que “deram as caras” depois da extinção dos dinossauros

Karen P Castillioni11 de novembro de 2017

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »