Artigos

Capitalismo : Energia Solar com custo zero… no Chile !

Capitalismo : Energia Solar com custo zero… no Chile !

A combinação de mercado livre, planejamento, e claro … um pouco de sol  , levou a tarifa da indústria solar do Chile  a produzir energia com custo zero. A oferta cresceu de tal maneira e  rapidez que, a eletricidade nas regiões próximas ao deserto de Atacama, é fornecida  gratuitamente. Até o mês de abril, por 113 dias de 2016, a população foi beneficiada por esta situação “exótica”de mercado. Em 2015, os chilenos se beneficiaram por 192  dias deste mesmo fenômeno, e pelo andar da carruagem 2016 será melhor ainda. Capitalismo é isso … E tem gente que ainda defende o protecionismo do mercado.

Foto: Exame.com

Autor: Roberto Mangraviti
contato@sustentahabilidade.com

Ver Comentários (1)

1 Comentário

  1. Alejandro Herrera

    16 de dezembro de 2016 às 20:52

    Prezado , que pena que as praticas feitas pelo PT , geram respostas autoimunes com estas , que o Capitalismo é o xarope para as doenças de um pais . Eu tenho formação em sistemas de Potencia, fiz mestrado no Brasil , que posso dizer que o parque solar que temos em Atacama , foi uma contingência que gerou uma oportunidade, já que a curva de carga no Chile , grão parte dela , era feita por carbao e petroleo . Entao o nível de atendimento no despacho como servicios auçilares , eram feito com fontes de energia muito caras . Por uma mudança de asociaçao nos projetos de energia , per meteu que pequenas empresas também fossem parte do leilão de energia para o sistema SING , qual é o sistema que da o subministro ao norte de Chile. Grão parte da população esta num sistema mais ao sul , SIC , qual sua curva de carga é feita geralmente por energia Hidrica . Agora explicar isto por capitalismo , acho que é uma expressão que está fora da realidade . Pq o capitalismo que tenhamos antes , não permitia pela lei , pequenos investimentos ser parte das propostas . Assim permeteu em varias etapas da geração , seja pelo montagem , distribução , um modelo de negocios diverso . Agora nasceu pela falta de oportunidade e manter o status quo era mais caro que continuar com as condições anteriores . Os Brasileiros hoje , com uma ignorância extrema , acham que Chile é o modelo de copiar , conhecendo modelos comunicacionais que são feitos para levar investimento para Chile , mas que para a população deixa muito que desejar , desde das condições básicas como Saude , Educação superior , sistema de aposentadoria . Eu tomei a decisão de morar no Brasil por isto , pq nessas treis variáveis o modelo chileno é mais perverso e pouco generoso que o brasileiro . Brasil vejo muita paranoia produto do exercício do PT , mas acham que um passarinho chamado Chile , pode ser a sinal de Primavera . So posso dizer que o pensamento negativo que se tem da Cuba respeito do Comunismo ,Chile é a expressao no sentido contrario , sendo a Cuba do Capitalismo. So que esse modelo não deixa crescer ao pais , pq quem cresce são 1,17 % da população , qual tem o 47% do PIB do pais . No comentario que vc falou da populaçao que mora em Atacama , não se fala que as condiçoes de morar nessa regiao para a saude são muito ingratas , qual é a regiao com maior quantidade de casos de cancer . Agua da tornera não possivel beber . So que povo chileno , vamos dizer que é mais machão por falar de um jeito , que tais condiçoes mora , trabalha e vai para diante no deserto , ate mais complexo de vivir que o Sertão Brasileiro , mas o povo chileno não tem esse papo de que é difiicil e tal , até pq o coro da pele do chileno , está acostumada com terremotos , enxentes, tsunamis , vulcaes . Mas que a cura dos males de Chile seja o modelo capitalista , meu deus .. desculpe a sinceridade , mas é de muuiita ignorancia , qual so algumos barrios de Santiago de Chile podem dizer . É como se a gente levar a conta as expressoes de uma galera de Leblon e Ipanema , para dizer que o patamar e as conclusões deles , são o Rx do Brasil . Chile está bem longe do aparato comunicacional com norte de ter investimentos .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade.com pela WEBTV. Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em Artigos

São Paulo

Cidade de São Paulo – TODOS são “fumantes”.

Roberto Mangraviti9 de dezembro de 2017
Leite e Qualidade

Leite: qualidade, processamento e as nomenclaturas comerciais.

Convidado8 de dezembro de 2017
Pré-História

Homem … 45 mil anos de impacto ambiental

Ricardo Rose7 de dezembro de 2017
Gestão Ambiental

Gestão Ambiental portuária, Ônus ou Oportunidade?

Roberto Roche5 de dezembro de 2017
equipes

Equipes de Crise Corporativa

Roberto Mangraviti2 de dezembro de 2017
Energia Aeólica

A Cidade de Saerbeck planejou e realizou o futuro.

Roberto Mangraviti1 de dezembro de 2017
Demitir Clientes

Momento(s) de “demitir” um cliente !

Roberto Mangraviti30 de novembro de 2017

A revolução das impressoras 3D: Impressão de pontes de aço

Cristian Reis Westphal29 de novembro de 2017
Gestão Hospitalar

A moderna gestão hospitalar e a questão ambiental.

Roberto Roche27 de novembro de 2017

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »