Artigos

A Cidade de Saerbeck planejou e realizou o futuro.

A Cidade de Saerbeck planejou e realizou o futuro.

A cidade alemã de Saerbeck, produz 200% da sua necessidade energética, através de fontes renováveis.

Localizada na região de Nordrhein-Westphalen, Saerbeck  é um vilarejo rural com apenas 7.200 habitantes, e em 9 anos revolucionou sua política energética.

Segundo “ O Estado”, “ um parque de bioenergia produz a partir de turbinas eólicas, painéis solares e biogás da decomposição de resíduos. Casas e prédios colocaram tetos solares e um sistema central e integrado de aquecimento, movido com pallet de madeira, substituiu o uso de gás natural”.

O jornal visitou a cidade em meio à 23.ª Conferência do Clima da ONU, realizada em Bonn, que fica a duas horas de Saerbeck.

Esta mudança impressionante, teve início em 2008 quando “quando um concurso foi aberto na região em busca de projetos para desenvolver a Municipalidade Climática do Futuro.

A partir disto,  Saerbeck preparou um plano de ação para zerar suas emissões de carbono até 2030, ganhando a  competição.

Segundo o prefeito Wilfried Roos, o envolvimento da população foi fundamental , que partilhou os debates e segundo o líder o “O objetivo era fazer dos cidadãos parte do projeto.”

E para tal sucesso foi fundamental questionar a população se teria  interesse em ter a própria casa transformada em uma produtora de energia e funcionar com maior eficiência energética.

Imediatamente  25% das famílias concordaram em participar e assim entre 2009 e 2014, 440 unidades fotovoltaicas foram instaladas no telhado de casas, e também de escolas e fazendas.

Somente as residências  respondem por 26% da produção de energia local, ou o suficiente para 2 mil famílias.

Hospitais, igrejas e lojas foram gradativamente se engajando.

Paralelamente, turbinas eólicas foram adquiridas com o premio recebido pela cidade e instaladas num antigo campo de munição da 2.a Guerra desativado.

E assim comprova-se  o velho dito popular “querer é poder “, especialmente para população de Saerbeck.

Texto: Roberto Mangraviti
contato@sustentahabilidade.com

Outros Textos do Autor

http://sustentahabilidade.com/grilos-percevejosalimentacao-do-futuro/

http://sustentahabilidade.com/producao-de-eolica-segue-crescendo-no-brasil/

 

 

 

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade.com pela WEBTV. Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em Artigos

São Paulo

Cidade de São Paulo – TODOS são “fumantes”.

Roberto Mangraviti9 de dezembro de 2017
Leite e Qualidade

Leite: qualidade, processamento e as nomenclaturas comerciais.

Convidado8 de dezembro de 2017
Pré-História

Homem … 45 mil anos de impacto ambiental

Ricardo Rose7 de dezembro de 2017
Gestão Ambiental

Gestão Ambiental portuária, Ônus ou Oportunidade?

Roberto Roche5 de dezembro de 2017
equipes

Equipes de Crise Corporativa

Roberto Mangraviti2 de dezembro de 2017
Demitir Clientes

Momento(s) de “demitir” um cliente !

Roberto Mangraviti30 de novembro de 2017

A revolução das impressoras 3D: Impressão de pontes de aço

Cristian Reis Westphal29 de novembro de 2017
Gestão Hospitalar

A moderna gestão hospitalar e a questão ambiental.

Roberto Roche27 de novembro de 2017
políticas sociais

Políticas Sociais no Brasil: um DESASTRE econômico

Roberto Mangraviti26 de novembro de 2017

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »