Artigos

Convivência entre Pets e Crianças

Convivência entre Pets e Crianças

A relação entre crianças e animais é popular há bastante tempo e não é segredo que essa convivência traz benefícios para ambas as espécies. Mas para que essa relação seja pacífica e benéfica é necessário ter alguns cuidados.

Inicialmente é necessário que o pet seja socializado com crianças e para isso é preciso adestra-lo utilizando a técnica do reforço positivo e uma guia. Cada vez que o cão ficar tranquilo e calmo diante de uma criança agitada ou não ele deverá receber um prêmio (petiscos e carinho). Esse treinamento deverá ser repetido até que os pais sintam-se seguros.

Outra dica para evitar acidentes é respeitar o momento de descanso e alimentação do cão. Nunca deixe as crianças tocarem nos potes de ração, principalmente enquanto o animal esta comendo, pois o mesmo pode ter uma reação agressiva a fim de proteger seu alimento.

Animais sentem dor e medo, portanto é necessário evitar tapas, puxões em orelhas e rabos e brincadeiras brutas ou violentas. O ideal é estimular brincadeiras com bolinhas, esconde-esconde, passeios e corridas. Os pais devem explicar aos filhos que os pets não são brinquedos e que devem ser tratados com carinho e respeito.

Sabe se que crianças que são criadas junto a animais têm tendência a serem mais afetivas, sensíveis e menos ansiosas. Cuidar de um cachorro ou gato, mesmo que seja pouco, faz com que elas desenvolvam maior senso de responsabilidade e proteção para com familiares e entes queridos. O contato com os pelos dos animais funciona como um estímulo ao sistema imune fazendo com que o mesmo se fortaleça e tenha melhor resposta frente a agentes externos. Isso culmina com a maior efetividade do sistema imunológico e consequentemente crianças mais saudáveis e que adoecem menos.

As brincadeiras e passeios com os peludos são um estímulo à prática de atividades físicas e a convivência familiar.
Crianças autistas se beneficiam ainda mais,pois o convívio com cães faz com que elas produzam menos cortisol, um dos hormônios liberados no estresse, e consequentemente fiquem mais calmas. Frequentemente os autistas veem nos caninos um amigo com quem podem contar.

Impor limites e acompanhar as atividades dos pequenos com os mascotes é a melhor maneira de garantir uma convivência saudável, amorosa e benéfica para a saúde física e emocional das crianças e dos pets.

Texto:Fernanda Lanzelotti
contato@sustentahabilidade.com

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Médica Veterinária graduada na Unesp - Botucatu. Pós-Graduada em Acupuntura Veterinária e em clínica médica e cirúrgica de Felinos. Os atendimentos são realizados no cunsultório da Clínica Veterinária Spécialité -Uberlândia -Mg

Mais em Artigos

Árvores Urbanas

Aplicativo para monitoramento de árvores urbanas

Laís Nunes17 de agosto de 2017
ração para cachorro

Dicas de como cuidar das rações dos pets

Fernanda Lanzelotti15 de agosto de 2017
Sistema de Gestão

A Importância do Sistema de Gestão Integrada nas Indústrias de Óleo, Gás e Energia

Roberto Roche15 de agosto de 2017
Lições para o Brasil P&D

P&D no Mundo .

Roberto Mangraviti13 de agosto de 2017
Bem estar

Bem estar dos funcionários em empresas de sucesso

Roberto Mangraviti12 de agosto de 2017
lu oliveira

Acontece em São Paulo

Bel Gimenez11 de agosto de 2017
EUA

Nos EUA, empresas salvam Acordo do Clima cancelado por Trump

Ricardo Rose10 de agosto de 2017
Energia Solar2

Energia Solar – preços em queda.

Roberto Mangraviti9 de agosto de 2017
foco no resultado

Foco no resultado do negócio, com Sustentabilidade!

Roberto Roche8 de agosto de 2017

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »