Buy Daklinza Online Cheap Where Can I Buy Generic Propecia Want To Buy Sitagliptin 50mg Online In Usa Purchase Generic Minoxidil 15g In London Where Can I Buy Lasix Water Pills Online
Artigos

Dor de ouvido em animais

Dor de ouvido em animais

A otite (dor de ouvido) é a inflamação do conduto auditivo que pode acometer cães e gatos de qualquer idade. Essa doença é muito comum e causa grande incomodo e dor aos animais. Os principais sintomas são: coceira no ouvido, balançar de cabeça, dor e possíveis choros, odor forte no ouvido, apatia e até inapetência. As raças mais predispostas são os Beagles, Labradore, Basset Hound, Dachshund e Golden Retriever. O que todos eles tem em comum? Orelhas pendulares (o conduto auditivo fica mais “abafado”) e o hábito de brincar com água. O excesso de umidade, excesso de limpeza e algumas dermatopatias estão entre os fatores que predispõe ao aparecimento dessa doença. As principais causas são: infecciosas (bactérias e fungos), parasitárias (sarnas, carrapatos, pulgas), hipersensibilidades (alergias em geral) e traumáticas (por corpos estranhos, limpeza incorreta).

As otites são classificadas em superficiais, médias e profundas. Nos casos mais severos os cães ficam incoordenados, com a cabeça totalmente lateralizada, sem equilíbrio e por isso não conseguem andar. As otites profundas podem levar a lesões no sistema vestibular do animal, gerando quadros neurológicos graves. É importante que o tutor identifique e leve seu pet rapidamente ao veterinário para que o tratamento correto seja feito e evite a evolução da doença. Em caso de muita coceira o cão pode romper algum vaso sanguíneo da orelha e acumular sangue, é o chamado Otohematoma. O tratamento depende da origem da otite, mas frequentemente envolve soluções tópicas associadas com medicações orais.

As otites em gatos são mais raras do que em cães, isso se deve principalmente pelo seu comportamento de auto-higiene e pela anatomia do seu conduto auditivo. Quando a doença surge as causas normalmente são parasitárias ou alérgicas.

Outra boa dica é evitar o vento que eles tomam nos olhos e ouvidos quando estão passeando de carro. Então, quer dizer que seu cão não pode mais passear com a cabeça para fora do carro? É, infelizmente a resposta é não! É importante transportar seu animal em uma caixa própria para esse fim ou no cinto de segurança para cães. Além de prevenir acidentes e evitar multas de trânsito deixá-lo afastado da janela evita que ele exponha os condutos auditivos a ventos fortes e constantes, o que pode acarretar em inflamação dos ouvidos e ressecamento da córnea.
As otites apesar de ser uma patologia relativamente simples de tratar causa muito incômodo para os pets, assim, quanto mais rápido o tutor perceber o problema e buscar o tratamento mais rápido voltaremos a ter nosso animal de estimação alegre e saudável.

Autora : Fernanda Lanzelotti
Médica Veterinária – Clínica médica e Acupuntura. Medicina Felina – CRMV 13426MG

contato@sustentahabilidade.com

Artigos

Médica Veterinária graduada na Unesp - Botucatu. Pós-Graduada em Acupuntura Veterinária e em clínica médica e cirúrgica de Felinos. Os atendimentos são realizados no cunsultório da Clínica Veterinária Spécialité -Uberlândia -Mg

Mais em Artigos

ISO 14100

Competitividade das empresas brasileiras

Roberto Mangraviti10 de dezembro de 2019
Patinete MXF elétrico dobrável.

Patinete MXF elétrico dobrável.

Roberto Mangraviti9 de dezembro de 2019
Proteínas

Proteína, a proteção do seu corpo… excesso e falta

Dr Leo Kahn8 de dezembro de 2019

Não compre animais, adote!

Fernanda Lanzelotti6 de dezembro de 2019

Você acredita na Ciência?

Karen P Castillioni5 de dezembro de 2019
sustentabilidade e prevenção ambiental

Marketing, sustentabilidade e prevenção ambiental

Roberto Roche4 de dezembro de 2019
O conhecimento e a questão ambiental

O conhecimento e a questão ambiental

Ricardo Rose3 de dezembro de 2019

Bactérias e a formação do oxigênio na Terra Primitiva

Cristian Reis Westphal2 de dezembro de 2019
Gordura Trans

Gordura Trans…quanto consumir ao dia?

Dr Leo Kahn30 de novembro de 2019

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com