Artigos

Energia Elétrica: desafio constante e preocupação com futuro.

Energia Elétrica: desafio constante e preocupação com futuro.

A energia elétrica, continua sendo um imenso desafio para as empresas em nosso país.

O custo da tarifa onera em demasia as operações, especialmente na indústria, e a oscilação de preços, em razão de políticas públicas irregulares, tem sido um grande vilão para os empresários.

E quando a economia retomar sua trajetória normal, faltará energia e a escassez certamente elevará os preços.

Vale lembrar que entre 2014 e 2017, o Brasil terá acumulado um  recuo do PIB em torno de 6%, motivo suficiente para sobrar energia no período.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Evolu%C3%A7%C3%A3o_do_produto_interno_bruto_do_Brasil

Mas no futuro este cenário de sobra de energia será alterado.

 

A indústria e os motores elétricos

A necessidade de reduzir consumo da energia na indústria,  se dá pelo custo deste insumo, e do impacto que esta atividade gera na oferta desta matéria prima.

Cerca de 40% do consumo da energia elétrica no Brasil, é decorrente da indústria, e considerando que somente em 2015 este setor da economia recuou 8,3%, prováveis problemas no futuro são inquestionáveis.

E para reduzir riscos, algumas considerações devem ser destacadas.

Os motores elétricos respondem por 70% do consumo na indústria, significando portanto quase 30% do consumo do Brasil.

Este alto consumo observado, deve-se ao tempo de vida destes equipamentos, que em média gira em torno de 17 anos, ou seja absolutamente ineficientes.

E se consideramos ainda que, conforme dados da CNI – Confederação Nacional da Indústria,  apontam que 39% do custo operacional da indústria é representado pela energia elétrica, buscar alternativas e soluções, se torna condição indispensável para sobrevivência.

http://admin.cni.org.br/portal/data/pages/FF808081379A7BEB0137BDBC309064FD.htm

Alternativas

Naturalmente que a substituição dos motores por equipamentos mais modernos, é somente uma das soluções, para um setor  econômico que segundo a CNI, no segundo semestre de 2017 , deverá iniciar o início do retorno da expansão.

E exemplos de bons resultados  na indústria não faltam.

Segundo especialista da área, há o caso de uma empresa de transporte de containers, que implementou um projeto de troca de motores usados no seu sistema de refrigeração.

Esses equipamentos eram antigos e apresentavam baixo rendimento. Os novos motores, mais eficientes, com painéis de acionamento e serviço de comissionamento resultaram numa economia de 16% ou 351,5 MWh por ano nestes compressores.

Há ainda exemplos de unidades fabris em Santa Catarina, que a substituição por motores modernos gerou uma economia em 32,6% em energia elétrica ( 21.802,84 kw/h no ano).

Vale ainda destacar que o BNDES- Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico, mantém linhas de crédito para aquisição de equipamentos.

http://sustentahabilidade.com/energia-eolica-no-brasil-atinge-5-da-matriz/

 

Texto: Roberto Mangraviti
contato@sustentahabilidade.com

Imagem G1

 

 

 

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade.com pela WEBTV. Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em Artigos

Energia Solar

Conheça o instituto de pesquisa sobre energia solar na Alemanha.

Bel Gimenez22 de setembro de 2017
homeopatia

Homeopatia em pequenos animais

Fernanda Lanzelotti21 de setembro de 2017
Robson Miguel

Dia do Violão – 22 de setembro

Roberto Mangraviti21 de setembro de 2017
Abelhas

O que acontecerá se as abelhas desaparecerem?

Karen P Castillioni20 de setembro de 2017
QSMS-RS X Ética Empresarial

Sustentabilidade & QSMS-RS X Ética Empresarial

Roberto Roche19 de setembro de 2017
Arco Íris

O “Arco Íris “ da Comunicação.

Roberto Mangraviti17 de setembro de 2017
Plantas emitem mais quimicos

Novo estudo revela que plantas emitem mais químicos durante ondas de calor

Karen P Castillioni16 de setembro de 2017
LSD

LSD – No Globo Ocular

Dependência Química15 de setembro de 2017
Água

Água valerá mais que petróleo !

Roberto Roche14 de setembro de 2017

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »