5 Minutos Entrevista

Entrevista Flávio Bassi

Entrevista Flávio Bassi

Flávio Bassi

Diretor da Green Company Gestão Ambiental, especializada em soluções de gestão de resíduos .

1. ) Quais os danos que as baterias e pilhas causam?

Baterias e pilhas contêm um verdadeiro arsenal de substancias tóxicas e metais pesados. Dentre outras temos Lítio, Chumbo, Mercúrio, Cádmio, Níquel. Devemos ter cuidado principalmente em dois momentos, num acidente e no seu descarte.

Acidente é quando ela vaza ou há rompimento de seu isolamento. É preciso tomar muito cuidado quanto ao contato com a pele, olhos e inalação que pode causar alguns desconfortos como alergia e irritabilidade.

No descarte inadequado o dano é mais silencioso. Uma pilha ou bateria jogada no chão ou lixo comum é um potencial contaminante do solo e, por conseguinte do lençol freático. Levadas pelas águas estas substâncias tóxicas podem ocasionar vários danos às pessoas que a bebem, tomam banho ou pior, se alimentam de vegetais regados por esta água.

2.) Quais os índices de reciclagem para o alumínio?

O Índice de reciclagem geral de alumínio no Brasil é de 33,8%. Apesar de parecer baixo está acima da média mundial que é de 27%. Mas o índice mais comentado é o de reciclagem das latinhas de bebidas, que chega a 97,6%. Somos o primeiro, seguidos de perto pelo Japão, 92,6%. Neste seguimento

temos uma capacidade de reciclagem superior às latas disponíveis, por isso mesmo somos importadores de latas para reciclar. Elas vêm de vários países do mundo que não possuem recicladoras.

3.) Qual a geração de emprego proporcionada pela Green em toda cadeia produtiva?

A Green Company contribui efetivamente na geração de emprego na cadeia de reciclagem. Um cálculo médio desta indústria diz que a cada mil toneladas é gerado um emprego. Nosso cálculo, talvez por atuarmos só no mercado corporativo, está abaixo disso, ou seja, em média geramos um posto de trabalho a cada 500 toneladas de resíduos recicláveis. Isso só na coleta, separação, preparação e destinação do resíduo. Não contamos aí a fase de produção do novo produto, que fica a cargo da indústria que tem estes resíduos como matéria prima.

4.) A Green atende somente empresas interessadas no descarte do lixo , ou as pessoas físicas podem participar ?

O foco da Green Company são as empresas. Hoje é ali que temos o maior volume de resíduos descontaminados que podem voltar ao processo produtivo. Um grande volume destes resíduos ainda vai parar em aterros, o que é um imenso desperdício econômico e ambiental. A atuação junto a pessoas físicas está vinculada a educação ambiental. Neste ponto precisamos evoluir muito. A destinação correta ainda não é prioridade para a maioria da população. A Green Company tem projetos de levar esta educação ambiental para a comunidade. Darei novos detalhas nas próximas intervenções.

5.) Que mensagem você gostaria de deixar ao nosso leitor?

Muitos de nós temos um defeito de fábrica, que é a transferência de responsabilidade. Sempre achamos que alguém vai resolver o problema, seja o Prefeito, Governador, Presidente, o vizinho, o síndico ou qualquer outro. Quando pensamos em meio ambiente, fazemos parte do problema, porque somos geradores contumazes de resíduos. E, a cada dia, geramos mais e mais resíduos. Não dá mais pra esconder este lixo debaixo do tapete, temos que assumir uma posição. Temos que deixar de fazer parte do problema e sermos parte da solução.

Pense nisso.

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

5 Minutos Entrevista

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade.com pela WEBTV. Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em 5 Minutos Entrevista

5’ Minutos Entrevista – Robson Miguel.

5’ Minutos Entrevista – Robson Miguel.

Roberto Mangraviti16 de julho de 2017

EXCLUSIVO – Petrônio Côrrea Filho, responsável pelo lançamento da marca Senna

Roberto Mangraviti1 de maio de 2017

Brasil produzindo azeite de qualidade

Roberto Mangraviti12 de janeiro de 2017

Música Flamenca em São Paulo

Roberto Mangraviti24 de maio de 2016

Bruno Mansini: Reverenciado por Jon Anderson (ex-Yes)

Roberto Mangraviti13 de março de 2016

Entrevista exclusiva com a cantora Manu Santos

Bel Gimenez11 de março de 2016

Mediação na Saúde

Roberto Mangraviti21 de janeiro de 2016

5.a Edição do Benchmarking Jr

Roberto Mangraviti15 de janeiro de 2016

Mesa Radiônica Quântica e nossa mente

Roberto Mangraviti1 de dezembro de 2015

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »