5 Minutos Entrevista

Entrevista – jairo Martins da Silva

Entrevista – jairo Martins da Silva

5 Minutos Entrevista, Jairo Martins da Silva, CEO da Fundação Nacional da Qualidade. É graduado em Engenharia Eletrônica pelo ITA( Instituto Tecnológico da Aeronáutica) com pós-graduação em Marketing e Propaganda pela FAE/CDE e em Gestão Empresarial pela Duke University (EUA). Exerceu diversas funções na  Siemens do  Brasil e da Alemanha  nos cargos de Engenheiro de Serviços Técnicos, Diretor de Serviços, Diretor Industrial, Diretor Geral de Unidade de Negócios, Chief Executive Officer e Vice Presidente.Paralelamente trabalha na divulgação e valorização da cachaça brasileira no cenário mundial. É autor do livro “Cachaça: o mais brasileiro dos prazeres”.

 

1)      Como, quando e qual a missão da FNQ –  Fundação Nacional da Qualidade ?

A FNQ teve a sua origem 1991 quando o Brasil passava pelo desafiador processo de globalização da economia, pois tínhamos produtos e processos não competitivos para enfrentar o mercado internacional. O início da FNQ foi, portanto pautado pela “Gestão da Qualidade”, com a mutação de cenários, hoje menos previsíveis e voláteis, o nosso foco passou a ser a “Qualidade da Gestão”. A missão da FNQ é “estimular e apóias as organizações para o desenvolvimento e evolução da sua gestão, por meio da disseminação dos Fundamentos e Critérios de Excelência, para que se tornem sustentáveis, cooperativas e gerem valor para a sociedade”.

2)      Quais as áreas de atuação que a FNQ está inserida ?

Em consonância com a nossa missão, atuamos em organizações de qualquer porte, setor e natureza, que se relacionem com a FNQ, com o objetivo de melhorar a sua gestão e contribuir para o desenvolvimento sustentável do País.

3)      “Qualidade” é um conceito que pode variar em cada país. Isto posto, como se encontra o Brasil neste processo, especialmente na área de Serviços ?

O conceito de Qualidade tem experimentado evolução significativa, tendo iniciado focado no produto e depois passado para o enfoque da Qualidade Total, abrangendo todas as atividades desenvolvidas por uma organização. Com relação aos países, o conceito em si não muda, havendo, entretanto, graus diferentes de implantação, em profundidade e em alcance. No Brasil, o conceito está bastante disseminado, porém de forma heterogênea. Infelizmente ainda temos “ilhas de excelência” e “ilhas de não excelência” espalhadas pelo Brasil, embora ferramentas e modelos de referência para a qualidade existam. Infelizmente no Setor de Serviços temos diferenças gritantes. Falou-se muito que o novo século seria a “Era dos Serviços”, o que não tem se mostrado. É gritante como em alguns lugares somos tratados como reis e em outros, de forma sofrível. É necessário que as organizações, sejam públicas ou privadas, incluam a excelência na prestação de serviços nas suas agendas, pois o poder de decisão vai passar a ser do cliente.

4)      Considerando o mercado de Distribuição e Atacado, qual as oportunidades a destacar para estes empresários?

O mercado de Distribuição e Atacado é um dos mais afetados pelos custos sistêmicos do Brasil, o que, sem dúvida, afeta a nossa competitividade como país. É o setor mais impactado pela nossa infraestrutura deficiente (estradas e portos) e também pela elevada carga tributária, que também é afetada pela guerra do ICMS entre os estados. O incrível de tudo, é que os nossos Poderes Legislativo e Executivo têm consciência do que está acontecendo e não se mobilizam. O que fazer então? Na nossa opinião, há duas vertentes. A primeira é implantar em todo o setor um programa de Excelência da Gestão, com uma abordagem sistêmica, de forma a integrar todos os processos internos das empresas. Com isso o setor estaria com as atividades “intramuros” estruturadas, alcançando um patamar elevado de produtividade. Uma vez isto feito, o setor teria os elementos para, de forma alinhada, “cobrar” ações dos Governos Federal, Estaduais e Municipais. A recente mobilização da população, demonstrando um pouco de indignação, mostrou que o nosso Senado e as nossas Câmaras Federal, Estaduais e Municipais só “pegam no tranco”.

5)      Gostaria de deixar uma mensagem a estes empresários ?

Competitividade e produtividade só se atinge pela Excelência da Gestão, o que é traduzido em operações economicamente viáveis, ambientalmente corretas, socialmente justas e eticamente transparentes. É o único caminho para que o Brasil retome seu crescimento por meio de um desenvolvimento sustentável.

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

5 Minutos Entrevista

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade.com pela WEBTV. Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em 5 Minutos Entrevista

5’ Minutos Entrevista – Robson Miguel.

5’ Minutos Entrevista – Robson Miguel.

Roberto Mangraviti16 de julho de 2017

EXCLUSIVO – Petrônio Côrrea Filho, responsável pelo lançamento da marca Senna

Roberto Mangraviti1 de maio de 2017

Brasil produzindo azeite de qualidade

Roberto Mangraviti12 de janeiro de 2017

Música Flamenca em São Paulo

Roberto Mangraviti24 de maio de 2016

Bruno Mansini: Reverenciado por Jon Anderson (ex-Yes)

Roberto Mangraviti13 de março de 2016

Entrevista exclusiva com a cantora Manu Santos

Bel Gimenez11 de março de 2016

Mediação na Saúde

Roberto Mangraviti21 de janeiro de 2016

5.a Edição do Benchmarking Jr

Roberto Mangraviti15 de janeiro de 2016

Mesa Radiônica Quântica e nossa mente

Roberto Mangraviti1 de dezembro de 2015

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »