Artigos

Escolinha do Professor Raimundo-aulas de comicidade na TV

Escolinha do Professor Raimundo-aulas de comicidade na TV

O Programa Escolinha do Professor Raimundo estreou na Rede Globo em 04  de agosto de 1990, no formato de programa próprio a partir de quadro cômico que chegou ao rádio brasileiro em 1952, pela magistral redação de Haroldo Barbosa, ainda na mítica Radio Mayrink Veiga do Rio de Janeiro.

Essa primeira “escolinha”, já protagonizada pelo “Mestre do Humor” Chico Anysio, em seu terceiro ano de Radio Mayrink, com o seu personagem Professor Raimundo Nonato, começou com apenas quatro alunos : Afrânio Rodrigues, Antonio Carlos Pires, Zé Trindade e João Fernandes.

Cinco anos depois, A Escolinha do Professor Raimundo chegava a televisão, como quadro no aclamado Programa Noites Cariocas, da TV Rio, onde Chico Anysio, também redator geral , juntamente com seu mestre Haroldo Barbosa e diretor desse programa, e durante os inesquecíveis anos de canal 13 , foram seus “alunos”, grandes nomes do humor como Vagareza, Ari Leite, João Loredo, Castrinho , dentre muitos outros destaques televisivos.

Durante as décadas de 70 e 80, já com Chico Anysio integrado no casting da Rede Globo de Televisão, o personagem Professor Raimundo e sua notável Escolinha registravam aparições em importantes programas , como Chico City (nos anos 70) e Chico Anysio Show (nos anos 80).

Chega então a nova década, e depois de mais de trinta anos como quadro de comédia, a Escolinha do Professor Raimundo conquista o status de programa próprio, realizando um sonho de Chico Anysio, a tanto tempo acalentado.

No elenco primeiro, registram como alunos : Antonio Carlos Pires (Joselino Barbacena), Antonio Pedro (Bicalho), Brandão Filho (Sandoval Quaresma), Castrinho (Geraldo), Claudia Gimenez (Dona Cacilda), Grande Otelo (Eustáquio), Zezé Macedo (Dona Bela), Stela Freitas (Dona Cândida), Tassia Camargo (Marina da Glória), Jayme Filho (Suppapau Uaçu), Lucio Mauro (Aldemar Vigário), Marcos Plonka (Samuel Blaustein), Mario Tupinambá (Bertoldo Brecha) ,Olney Cazarre (Bacorinho), Orlando Drummond (Seu Peru), Rogério Cardoso (Rolando Lero), Sergio Mallandro (Mallandro), Walter D Ávila (Baltazar da Rocha),além dos filhos de Chico Anysio: Lug de Paula (Seu Boneco) e Nizo Neto (Ptolomeu).

Na parte administrativa da Escolinha, também atuavam a irmã de Chico, Lupe Gigliotti (Dona Escolástica), Regina Chaves (Secretária da Escolinha), Milton Carneiro (Inspetor Atanagildo) e Luiz Delfino (Diretor da Escolinha ).

Logo nos primeiros meses de exibição , a Escolinha do Professor Raimundo se converteu em maciço sucesso de público, registrando significativos índices de audiência, nas noites de sábado e no final do ano, o Programa recebeu o Premio APCA e o Troféu Imprensa  de Programa Humorístico, além do Troféu de Humorista Masculino, merecidamente conquistado por Chico Anysio.

A grande comediante Claudia Gimenez, também recebe esses dois prêmios, como reconhecimento ao sucesso de sua personagem Cacilda.

A direção geral de Cininha de Paula e a redação geral de Eduardo Sidney também muito contribuíram para o êxito desse Programa tão divertido .

Em 1991, um novo humorista surge na Escolinha, é Pedro Bismarck, como personagem “Nerso da Capitinga”, de imediato sucesso, dando a ele o Troféu Imprensa de Revelação da TV  daquele ano.

Fato bastante semelhante ocorrido em 1992, com Tom Cavalcante, e a sua intepretação de João Canabrava, laureada com o Troféu Imprensa de Humorista logo no primeiro ano deste personagem.

E durante os 5 anos da Escolinha muitos outros comediantes sentaram naqueles dourados bancos, Zilda Cardoso, Nadia Maria, Ivon Cury, Fafy Siqueira,Francisco Milani, Geraldo Alves, Rony Cócegas,  Costinha, Jorge Loredo, Jose Vasconcellos.

Em 2001 o programa voltou ao ar, depois de um espaço de seis anos, mas no final daquele ano, deixou a programação .

No dia 13 de dezembro do ano passado, Bruno Mazzeo, filho de Chico Anysio, resgatou o querido Professor Raimundo Nonato, num novo formato da Escolinha , como celebração aos vinte e cinco anos deste inesquecível programa. , com nova estréia na Globo, como compilado dos programas que já estão sendo exibidos pelo Canal Viva, na Globosat.

E como os novos alunos, grandes astros, como Marcos Caruso, Matheus Solano e Evandro Mesquita,dentre outros.

Um justo tributo a esse que é um dos mais importantes e queridos Programas de Humor que a Televisão Brasileira produziu e a memória de seu símbolo, o inesquecível Chico Anysio, que imortalizou o bordão do imortal Professor Raimundo : “ E o salário , ó !”

 

Outros Textos do Autor

http://sustentahabilidade.com/o-vigilante-rodoviario/

 

http://sustentahabilidade.com/chacrinha-100-anos-legado-da-espontanea-alegria-na-tv-brasileira/

 

Texto: Fábio Rejaili Siqueira
contato@sustentahabilidade.com

 

 

 

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Bacharel em Direito, Bacharel em Ciências Sociais e e pesquisador da história da televisão brasileira. É um dos fundadores do Jornal São Paulo em História.

Mais em Artigos

Fragilidade Humana

A fragilidade humana …”matéria prima” dos ditadores.

Roberto Mangraviti17 de janeiro de 2018
Investimento

Investimento X Resultado em Qualidade e Sustentabilidade

Roberto Roche16 de janeiro de 2018
crise economia

Consequências da crise econômica: quem vai registrá-las?

Ricardo Rose15 de janeiro de 2018
Lições de Mark Zuckerberg

Lições de Mark Zuckerberg para universitários brasileiros

Roberto Mangraviti14 de janeiro de 2018

Como aparar as asas de aves mantidas como pet

Adriana Tereza Petrocelli13 de janeiro de 2018

Conheça nossa nova Colunista: Adriana Tereza Petrocelli

Bel Gimenez13 de janeiro de 2018
O preço do cobre, os veículos elétricos e a energia renovável

O preço do cobre, os veículos elétricos e a energia renovável.

Roberto Mangraviti12 de janeiro de 2018

Desmatamento na Amazônia, é um estrago irrecuperável?

Roberto Mangraviti10 de janeiro de 2018
Locais acidentados

Visitas de autoridades aos presídios e locais acidentados.

Roberto Mangraviti9 de janeiro de 2018

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »