Artigos

Fotofobia

Fotofobia

Conhecida como sensibilidade à luz, é um desconforto visual que ocorre quando uma pessoa reage a uma exposição à claridade (natural ou artificial), sendo intensa ou regular.

Essa intolerância patológica ao estímulo luminoso no globo ocular tem como resposta uma dificuldade em abrir os olhos, mantê-los abertos, em ambientes relativamente claros.

Geralmente acomete indivíduos com olhos de cores claras (azul ou verde), com fatores congênitos de ausência de pigmentação, independente de sexo e idade.  Nem sempre essa sensibilidade ocorre de forma natural, existem casos que estão associados à decorrência de uma aversão à luz e por causa de doenças sistêmicas.

Pode ser desencadeadas devido a inflamações oculares, reações pós-operatórias, alterações na retina, lesões corneanas. As sistêmicas ocorrem por alterações do sistema nervoso central, responsável por provocar a cefaleia e a enxaqueca.

Drogas como anfetaminas, atropina, cocaína, ciclopentolato, idoxuridina, trifluridina, fenilefrina, escopolamina e tropicamida, podem causar a fotofobia.

FATORES DE RISCO:

  • Olhos secos.
  • Enxaqueca.
  • Blefaroespasmo.
  • Tumor de Hipófise.
  • Meningite.
  • Botulismo.
  • Albinismo.
  • Uveíte ou irite.
  • Descolamento de retina.
  • Catarata.
  • Conjuntivite alérgica.
  • Deficiência de vit. B2.
  • Calázio.
  • Glaucoma.

SINAIS E SINTOMAS:

  • Ardência dos olhos.
  • Lacrimejamento excessivo.
  • Desconforto com muita claridade.
  • Incomodo ocular após uso de tela de computador.
  • Precisar fechar e apertar os olhos constantemente.

O diagnóstico é feito pelo oftalmologista que através do histórico e do exame físico poderá detectar as causas que estão levando à fotofobia, podendo utilizar de exames complementares ou de auxílio de outros especialistas para concluir qual o fator primário e o seu tratamento.

SAIBA MAIS:

Quanto menor a pupila, menor a chance de sofrer de fotofobia. 

Depressão, enxaqueca, agorafobia e transtorno bipolar aumentam a propensão da patologia.

A intensidade da perturbação varia de acordo com a estação climática, sendo menos evidente no inverno.

Alimentos ricos em beta caroteno, como legumes e frutas incluem cenoura, batata doce, abóbora, pimentões, laranja, damascos, melão e mamão são essenciais ao tratamento natural para a sensibilidade à luz.

Vitaminas B6, C, E, e o licopeno tem mostrado excelentes resultados no tratamento de fotossensibilidade.

Evite adoçantes artificiais como a sacarina.

Reduza o consumo de álcool.

Uma alternativa é o controle da quantidade de luz que entra pela pupila.

Utilize óculos com lentes escuras nos ambientes externos e nos ambientes internos, sempre que possível, controlando a quantidade de luz do ambiente.

No caso das lentes escuras para ambientes externos, é muito importante que elas tenham filtro UV de boa qualidade. 

Para as pessoas que usam óculos oftalmológicos, existem lentes fotocromáticas.

O ofuscamento, diferentemente da fotofobia, é o resultado da luz indesejada que atinge o campo visual e geralmente é causado pela presença de uma ou mais fontes luminosas excessivamente brilhantes.

Pode causar desconforto, redução da capacidade ou ambos.

 Em resumo, ofuscamento é a dificuldade de enxergar na presença de luz brilhante, como a luz solar direta ou refletida, ou na presença de luz artificial, como faróis de um carro à noite. 

Após refletir sobre uma superfície plana e horizontal, a luz intensa é propagada em feixes horizontais que causam o ofuscamento e desconforto às pessoas.

Procure seu médico.

Texto: Dr. Leo Kahn

Imagem: http://www.fhocusoptical.com.br

Artigos

Dr.Leo Kahn é médico atuante nas áreas de Endocrinologia e obesidade, foi diretor e coordenador clínico de instituições médicas, palestrante e conferencista internacional. Atua como consultor médico em vários programas de rádio e TV. Coach de Saúde de Performance e atuante em Medicina Preventiva e de Resultados.

Mais em Artigos

Cães podem ser geneticamente programados para amar seres humanos

Cristian Reis Westphal22 de março de 2019
Dislexia

Dislexia

Dr Leo Kahn21 de março de 2019
Humanos e Animais

Famílias Multiespécies

Fernanda Lanzelotti20 de março de 2019
Motivação_Herzberg

Teoria da Motivação de Herzberg (3).

Roberto Mangraviti19 de março de 2019
Herpes Zoster

Herpes zoster

Dr Leo Kahn16 de março de 2019

Evidências mostram origem de vida humana no Sul da Austrália

Cristian Reis Westphal14 de março de 2019

Mata Ciliar: os cílios das águas

Laís Nunes13 de março de 2019
Imprensa

No país das declarações

Ricardo Rose12 de março de 2019
Guedes ... um país de extrativistas falando muita merda.

Guedes … um país de extrativistas falando muita merda.

Roberto Mangraviti12 de março de 2019

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »