Artigos

Futebol: clientes fiéis … e insensatos.

Futebol: clientes fiéis … e insensatos.

O propósito de um negócio é criar um cliente” Peter Drucker.

As empresas Flamengo e Corinthians, juntas possuem 60 milhões de clientes. Não são clientes quaisquer, são clientes que morreriam pela empresa que fornece seus produtos, consumidos diariamente. Sim, diariamente, uma fidelidade de dar inveja ao dono do Facebook e do Twitter  ou de qualquer empresa no mundo, que luta desesperadamente para agradar seus clientes, invariavelmente infiéis.

Se na visão genial de Drucker, uma empresa tem obrigação de “criar um cliente”, os dois clubes de futebol (como os demais no Brasil) não precisam fazer o mínimo esforço para conquistar clientes. Eles nascem sozinhos, sem nenhum investimento em publicidade. Ou melhor, ganham publicidade gratuita, produzida com extrema competência por  consumidores adultos que diariamente conquistam novos mercados através dos próprios filhos. Gratuitamente.

Futebol2

 

E tem mais … seja qual for o preço que o serviço for ofertado, a demanda é muito maior que a oferta, permitindo portanto praticar qualquer preço, já que o produto será consumido em larga escala. Desta forma nunca há crise neste mercado com uma feição de oligopólio. Razoável pensar portanto que a situação econômica dessas empresas produza estratosféricos lucros. Certo? Errado …  Corinthians e Flamengo juntos devem R$ 913 milhões (quase R$ 1 bilhão). O mais interessante é que se os diretores dessas empresas pedissem uma doação de R$ 10,54 e R$ 19,23 respectivamente a cada um de seus clientes, a dívida seria zerada. Como? Imaginemos, hipoteticamente, que cada um desses clientes doassem espontaneamente R$ 10,54 ao Corinthians e R$ 19,23 ao Flamengo, (multiplicados pela número de clientes/torcedores) atingiríamos os R$ 913 milhões devidos. Um detalhe importante: o produto vendido em suas lojas(camisas ou ingressos), custam 5 ou 6 vezes mais do que este hipotético valor a ser doado. Então cabe a conclusão que, se cada torcedor comprasse uma camisa oficial do seu time, ou assistisse uma partida no estádio,  a dívida não somente estaria paga, mas ainda sobraria 3 ou 4 vezes o montante da dívida atual, como crédito no caixa(sem contar com a televisão). Pelo jeito e pelos números, a dívida dessas empresas diante do conceito de Responsabilidade Social Corporativa e com todos esses players,  está sim em 1 bilhão …   de quilômetros de distância da verdade.

 

Fonte: Os valores das dívidas, constam no relatório publicado pelo Itaú. Quanto a número de torcedores, obtidos no site G1

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade pela WEBTV. Palestrante, Moderador de Seminários Internacionais de Eficiência Energética, Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em Artigos

Queimadas 2017

Queimadas 2017

Roberto Mangraviti18 de fevereiro de 2018
Upp's no Rio de Janeiro

As UPP’S do Rio de Janeiro… uma farsa para “ inglês ver”.

Roberto Mangraviti17 de fevereiro de 2018
Energia de gás natural e biomassa

Energia de gás natural e biomassa

Bel Gimenez16 de fevereiro de 2018
Humburger

Alimentos feitos de insetos, uma realidade de mercado.

Roberto Mangraviti14 de fevereiro de 2018
A Mordida da Centopéia

A mordida da centopéia

Karen P Castillioni13 de fevereiro de 2018
Nicolas Maduro

E agora José ?

Roberto Mangraviti12 de fevereiro de 2018
Empório Mata Atlântica

Empório Mata Atlântica com picolés de Uvaia e Juçara.

Bel Gimenez11 de fevereiro de 2018
Plásticos no Mar

Como o plástico está prejudicando recifes de corais?

Karen P Castillioni9 de fevereiro de 2018
O capital

Melhora ou estagnação?

Ricardo Rose8 de fevereiro de 2018

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »