Artigos

Gente X Bois …no Brasil!

Gente X Bois …no Brasil!

Você sabe dizer quantas cabeças de bois existem no Brasil? 200 milhões! Por mais que a exportação de carne gere dólares para o Brasil , há que se questionar vários fatores deste número tão gigantesco.

1- Desmatamento para Pastagem
Um boi necessita de 1 alqueire para pastagem, ou seja, uma área imensa.

2- Desmatamento para plantio de soja e outros.
Naturalmente que se faz necessário um cultivo de soja e outros produtos que compõe a dieta específica dos animais.

3- Emissão de CO2
O desmatamento gera emissão de gases de efeito estufa , sendo que no Brasil, somente 40% das emissões são decorrentes da industria e circulação de veículos. O restante (60%) é derivado do desmatamento, pois desmata-se com queimadas e o carbono absorvido pelo tronco da árvore, se desprende e retorna para atmosfera.

4- Muito pasto e pouco feijão.
Naturalmente quanto maior a área de pasto, menor o cultivo de grãos e tubérculos também essenciais para alimentação humana. Sabe-se que conforme dados da ONU , há cerca 800 milhões de pessoas passando fome no Planeta, ou seja mais de 10% dos habitantes, e no Brasil não é diferente. E mais , considerando que 50% dos 200 milhões de brasileiros são adultos, temos uma relação de 2 bois para cada habitante adulto. Mas, toda esta proteína não compõe o cardápio da população de baixa renda especialmente pelo custo. E conforme Adriano Defini Andricopulo, professor do Instituto de Física de São Carlos da Universidade de São Paulo (IFSC-USP), em conferência durante a 68ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em 1960 um hectare de terra alimentava 02 pessoas e em 2050, a mesma quantidade de terra terá de alimentar 06 pessoas, em razão do crescimento demográfico.

Conclusões: Há que se repensar sobre a dieta do brasileiro. O Programa Bolsa Família, criado para suprir déficits nutricionais, deveria estar planejado com tempo de término previsto como, todo programa estratégico deve existir, pois se assim não for, deixou de ser estratégico. A redução gradativa do Projeto deveria estar acompanhada a um aumento da produção de grãos inversamente proporcional. Esta política, se assim fosse aplicada, reduziria o montante de dinheiro consumido no projeto. Mas para tal, seria necessário uma política agrícola voltada para população de baixa renda, que geraria impacto positivo na saúde da população (objetivo do Bolsa Família), nas contas públicas (objetivo de qualquer governo) e no planeta pelo fim do desmatamento (objetivo de toda humanidade).

 

Autor: Roberto Mangraviti
contato@sustentahabilidade.com

 

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade.com pela WEBTV. Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em Artigos

São Paulo

Cidade de São Paulo – TODOS são “fumantes”.

Roberto Mangraviti9 de dezembro de 2017
Leite e Qualidade

Leite: qualidade, processamento e as nomenclaturas comerciais.

Convidado8 de dezembro de 2017
Pré-História

Homem … 45 mil anos de impacto ambiental

Ricardo Rose7 de dezembro de 2017
Gestão Ambiental

Gestão Ambiental portuária, Ônus ou Oportunidade?

Roberto Roche5 de dezembro de 2017
equipes

Equipes de Crise Corporativa

Roberto Mangraviti2 de dezembro de 2017
Energia Aeólica

A Cidade de Saerbeck planejou e realizou o futuro.

Roberto Mangraviti1 de dezembro de 2017
Demitir Clientes

Momento(s) de “demitir” um cliente !

Roberto Mangraviti30 de novembro de 2017

A revolução das impressoras 3D: Impressão de pontes de aço

Cristian Reis Westphal29 de novembro de 2017
Gestão Hospitalar

A moderna gestão hospitalar e a questão ambiental.

Roberto Roche27 de novembro de 2017

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »