Artigos

Grupo Boticário investe em Unidades de Preservação

Grupo Boticário investe em Unidades de Preservação

Na costa paraibana, Área de Proteção Ambiental Naufrágio Queimado ajudará a preservar recifes, peixes, crustáceos e corais, além do patrimônio histórico e cultural da região

Com o objetivo de ampliar o território marinho preservado na Paraíba e garantir a proteção de ecossistemas costeiros e oceânicos, a Área de Proteção Ambiental (APA) Naufrágio Queimado está sendo implementada no estado, ocupando o litoral de João Pessoa e de Cabedelo.

A APA – considerada hoje a maior da Paraíba – foi idealizada por professores e alunos da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), que identificaram uma carência em propostas de preservação da biodiversidade no estado. Antes da criação da APA, apenas 0,5% da costa paraibana era protegida, o que deixava o ecossistema marinho vulnerável. Com a implantação de Naufrágio Queimado, a área preservada passa a ser de 10,7%.

Financiada pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, a iniciativa tem como principais objetivos proteger a diversidade biológica marinha; disciplinar o turismo ecológico, científico e cultural; fortalecer e estimular atividades econômicas sustentáveis no local; proteger o patrimônio arqueológico marinho; e assegurar o uso responsável dos recursos naturais. Além dos recifes, peixes, crustáceos e outros animais – inclusive espécies ameaçadas, como tubarão-lixa, toninha e peixe-boi-marinho –, três embarcações naufragadas na região também serão protegidas pela APA. Conhecidos como Alice, Alvarenga e Queimado, os navios afundados no século passado e visitados por turistas são atualmente habitados por corais e outras espécies marinhas e guardam fragmentos da história.

Condutor do projeto, o professor doutor da UFPB, Bráulio Santos, destaca que a APA garantirá sustentabilidade ambiental e social às atividades econômicas desenvolvidas na costa paraibana. “Ao disciplinar as ações no local, solucionaremos os conflitos históricos entre a pesca e o turismo nos recifes costeiros, além de empoderarmos comunidades de pescadores artesanais e conservarmos um patrimônio biológico e arqueológico único. Se bem implementada pelo governo do Estado, a APA poderá se tornar uma referência nacional na gestão dos ecossistemas marinhos costeiros, que têm sido muito degradados pela poluição das cidades, pela sobrepesca e pelo turismo desordenado.”

Para manter ambientes como esse conservados, a Fundação Grupo Boticário tem apoiado diversos projetos e ações pelo País. “Incentivamos projetos que tenham ações práticas de conservação e a iniciativa que resultou na criação da APA do Naufrágio Queimado é um grande exemplo disso. A equipe fez todo o levantamento de dados, pesquisa científica e colocou essa informação em uma linguagem mais acessível para conversar com o governo. São pesquisadores, governo e sociedade civil caminhando juntos para conquistar um bem importante tanto para a Paraíba, quanto para o Brasil como um todo, que é a conservação dos mares”, ressalta a bióloga e analista de projetos ambientais da Fundação, Janaina Bumbeer.

No total, a APA do Naufrágio Queimado cobre uma área de aproximadamente 420 km² (cerca de 42 mil hectares) e ficará sob responsabilidade da Superintendência de Administração do Meio Ambiente (SUDEMA) do Governo da Paraíba, com articulação de órgãos federais, estaduais e municipais. 

Fonte: Central Press

Imagem: Jornal da Paraíba

Contato@sustentahabilidade.com

Artigos

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade pela WEBTV. Palestrante, Moderador de Seminários Internacionais de Eficiência Energética, Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em Artigos

Minuto ODS - Redução das Desigualdades

Vídeo Minuto ODS 10 – Redução das Desigualdades

Bel Gimenez18 de julho de 2019
Omega 3

Ômega 3

Dr Leo Kahn16 de julho de 2019
Consumo Saudável

Cresce o consumo de produtos saudáveis.

Roberto Mangraviti11 de julho de 2019
Minuto ODS - Redução das Desigualdades

Vídeo Minuto ODS 9 – Indústria, Inovação e Infraestrutura

Bel Gimenez10 de julho de 2019
Prolina...A Síntese do Colágeno... sua pela mais saudável

Prolina…O aumento da Síntese do Colágeno… sua pele mais saudável

Dr Leo Kahn9 de julho de 2019
Fim do canibalismo nas Empresas_Capa

Podcast – Canibalismo nas Empresas ?

Bel Gimenez8 de julho de 2019
HOJE

Religião diminuí crescimento econômico ?

Roberto Mangraviti7 de julho de 2019

Produtividade, e o trabalho infantil.

Roberto Mangraviti6 de julho de 2019
Smart Lockers, uma tendência para áreas inseguras e incertezas na entrega.

Smart Lockers, uma tendência para áreas inseguras e incertezas na entrega.

Roberto Mangraviti5 de julho de 2019

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »