Artigos

Investimento de US$ 1 trilhão em energia solar … na Índia.

Investimento de US$ 1 trilhão em energia solar … na Índia.

Os investimentos do governo da Índia em energia solar, estão agitando o mercado naquele país,  e naturalmente, atraindo novos investidores com voracidade.

Estima-se que o país necessitará de 4 vezes mais energia até 2040, e sendo hoje dependente da importação de carvão( altamente poluente), os indianos esperam atrai incríveis US$ 1 trilhão de dólares, nos próximos 10 anos.

Tamanha ousadia é decorrente do planejamento daquele país, que diferentemente do Brasil, busca soluções renováveis.

Mas os números atuais dos asiáticos no presente já impressionam,  pois ultrapassaram o patamar 50 gigawatts (GW) na produção de renováveis, representando 15% da matriz atual.

Para se ter uma dimensão desta quantidade, “ De acordo com o diretor de operação brasileiro da Itaipu Binacional, Airton Dipp, o nível de disponibilidade da usina de Itaipu de 14 GW em capacidade está próximo ao limite de produção”.(*).

Ou seja, a Índia produz 3 ½ Itaipu’s em energia renováveis.

E certamente esta tendência se consolida através do  Plano Nacional de Eletricidade da Índia, lançado em dezembro de 2016, prevendo que  em 2027 terão expandidos em cinco vezes a produção de energia renováveis, atingindo 258 GW. Isto representará reduzir em 1/3 a geração das térmicas(carvão), levando a esta última forma  a 43% da matriz energética, segundo dados da Exame.

Segue a matéria informando que  “ os preços dos painéis solares caíram 30% em relação a 2016… e os custos dos financiamentos também caíram e a taxa de câmbio da Índia se estabilizou, permitindo que os valores em dólar da tecnologia gerassem um valor menor em rupia indiana”.

Pelo números apresentados, ratifica-se que outro gigante no consumo mundial de energia, e consequentemente emissor de CO2, decidiu mostrar presença neste novo ambiente de negócios.

Texto: Roberto Mangraviti
contato@sustentahabilidade.com

(*) Canal Energia em 19.12.2016

 

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade.com pela WEBTV. Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em Artigos

Risco Ambiental na Gestão de Resíduos Sólidos

Risco Ambiental na Gestão de Resíduos Sólidos

Roberto Roche12 de dezembro de 2017
São Paulo

Cidade de São Paulo – TODOS são “fumantes”.

Roberto Mangraviti9 de dezembro de 2017
Leite e Qualidade

Leite: qualidade, processamento e as nomenclaturas comerciais.

Convidado8 de dezembro de 2017
Pré-História

Homem … 45 mil anos de impacto ambiental

Ricardo Rose7 de dezembro de 2017
Gestão Ambiental

Gestão Ambiental portuária, Ônus ou Oportunidade?

Roberto Roche5 de dezembro de 2017
equipes

Equipes de Crise Corporativa

Roberto Mangraviti2 de dezembro de 2017
Energia Aeólica

A Cidade de Saerbeck planejou e realizou o futuro.

Roberto Mangraviti1 de dezembro de 2017
Demitir Clientes

Momento(s) de “demitir” um cliente !

Roberto Mangraviti30 de novembro de 2017

A revolução das impressoras 3D: Impressão de pontes de aço

Cristian Reis Westphal29 de novembro de 2017

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »