Artigos

Nosso “Google Tradutor” de post’s engraçados.

Nosso “Google Tradutor” de post’s engraçados.

Para que se entenda alguns pensamentos estranhos postados nas redes sociais, segue um “tradutor” para quem não consegue compreender o pensamento dessa gente.

1.Classe Média.
Após análise das imagens de Marilena Chaui, o computador quântico da Nasa D-Wave 2X, conclui-se que classe média é aquele grupo odiado pela filósofa, em que se enquadra parte de uma população econômica, desde que não sejam ricos, tampouco pobres. Por não se encaixarem nos extremos, conclui-se que estão no meio, ou seja estatisticamente, na média. A utilização de Carbono 14, comprovou também que não foi a classe média que apeou a Dilma do poder, mas o Congresso onde não há representantes da classe média (tampouco pobres), somente da classe rica. Portanto quem defenestrou Dilma, diga-se por desobedecer a Constituição, foram os ricos, residentes no Congresso.

2.Classe Rica
Se encontra num dos extremos da tabela calculada pelo computador da Nasa D-WAVE 2X , e emprega milhares de pessoas da classe pobre que é a mais numerosa. Logo, pagar salários baixos, mantém o poder econômico nas mãos desses ricos e imaginar que um pobre que eventualmente se torne rico, irá continuar se comportando como pobre, ou pensando neles, é de uma ignorância abissal que travou até o computador, que está em parafuso e sendo reiniciado para entender a cabeça de quem pensa assim. Tão logo o computador encerre este looping, tentaremos comprovar que ser rico não é crime.

3.Classe dos Revoltados (contra os ricos e classe média)
Ainda não se conseguiu entender por quais motivos este grupo odeia, no “estilo” Marilena Chauí, a outros seres humanos, com tanto raiva no coração, mas é um grupo bem característico que berram palavras de ordem em invasões de escolas, quando não estão quebrando o patrimônio alheio. Estudiosos de Harvard supõe que este grupo sonha em possuir o poder, para comprarem bolsas Louis Vuitton que os fazem delirar, porém fazendo de conta que desprezam. Ou ainda adquirir um Honda ou Mitsubishi que também compõe seus sonhos, contudo se avistarem você, caro leitor dirigindo um desses, não se espante se fizerem cara de nojo. Tomar champagne nos Champs-Élysées , é outro objetivo de vida, tirando fotos com guardanapos ridículos na cabeça ou mostrando sapatos de grife nos pés. Todavia, estando estas possibilidades longe de se tornar realidade, reagem diante desta triste constatação, agredindo a quem gera empregos e outros empreendedores que movem o país. E curiosamente, aqueles que migraram de uma classe à outro tornando-se ricos nenhum deles voltou a viver como pobres e todos passaram a viver, obviamente como ricos, que comprovam a teoria exemplificada no item 2

4.Classe Política.
Composta por figuras em geral muito ricas, com extrema habilidade de fazer parecer que são pobres. Muitos conseguem inclusive, mesmo viajando pelo mundo, possuindo casa de campo, apartamento na praia, faturamento milionários nas empresas de seus filhos, parecerem pobres. E tem mais … por serem portadores de uma astúcia impressionante , convencem idiotas e incautos trabalhadores das classes média e pobre, que mesmo após se tornarem ricos, seguem lutando pelos menos afortunados, mesmo sem NUNCA terem dado um tostão do seu bolso de esmola a um morador de rua. Nunca foram vistos, após se tornarem ricos, sob marquises ou viadutos em noites frias, mas sempre ao lado de plateias de seguidores e micos amestrados, aplaudindo qualquer discurso, até quando se saúda uma mandioca.

5.Gente de Bem
Encontra-se em todas as classes. Trabalham para si e para um planeta melhor. Não estão associadas a políticos de partidos nenhum. Não postam tolices no Facebook, manifestando ódio e jamais defendem falcatruas de qualquer espécie de políticos, que possam ter alguma simpatia, até porque não admiram político nenhum, pois admiram a alma das pessoas, sua essência verdadeira sem jamais prender-se em estereótipos ou aparência externa. Desta forma não se referem às pessoas com apelidos tolos do tipo “guerreiro do povo brasileiro” ou “coração disso ou daquilo” pois são expressões de marketing políticos. que não representam a essência das pessoas, importância capital em Gente de Bem.

Autor: Roberto Mangraviti
contato@sustentahabilidade.com

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade.com pela WEBTV. Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em Artigos

São Paulo

Cidade de São Paulo – TODOS são “fumantes”.

Roberto Mangraviti9 de dezembro de 2017
Leite e Qualidade

Leite: qualidade, processamento e as nomenclaturas comerciais.

Convidado8 de dezembro de 2017
Pré-História

Homem … 45 mil anos de impacto ambiental

Ricardo Rose7 de dezembro de 2017
Gestão Ambiental

Gestão Ambiental portuária, Ônus ou Oportunidade?

Roberto Roche5 de dezembro de 2017
equipes

Equipes de Crise Corporativa

Roberto Mangraviti2 de dezembro de 2017
Energia Aeólica

A Cidade de Saerbeck planejou e realizou o futuro.

Roberto Mangraviti1 de dezembro de 2017
Demitir Clientes

Momento(s) de “demitir” um cliente !

Roberto Mangraviti30 de novembro de 2017

A revolução das impressoras 3D: Impressão de pontes de aço

Cristian Reis Westphal29 de novembro de 2017
Gestão Hospitalar

A moderna gestão hospitalar e a questão ambiental.

Roberto Roche27 de novembro de 2017

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »