Artigos

O calor nos centros urbanos e os telhados verdes.

O calor nos centros urbanos e os telhados verdes.

Com a chegada do Verão, o calor nos centros urbanos, é um grande desafio a ser enfrentado, que pode ser mitigado com telhados verdes.

Numa cidade como São Paulo, há uma diferença média de 12 graus, comparada com o campo.

Neste contexto, onde os cidadãos utilizam vestimentas inadequadas e o transporte público é abarrotado, a sensação térmica é literalmente infernal.

Há que se considerar ainda que, as fachadas, especialmente quando de vidros, refletem e ampliam o calor ambiente, dobrando a carga térmica, obrigando a produção de ar frio (ar condicionado) trabalhar com altas taxas de consumo de energia (dinheiro).

Sendo assim, a instalação de telhados verdes com cobertura vegetal, especialmente sobre mantas asfálticas, reduzem o calor interno das moradias, resultando em bem estar e economia para o bolso.

Vale lembrar que, ao ligar o ar condicionado dentro de casa, estamos “transferindo” calor para algum lugar … e este lugar é o ambiente externo.

Portanto, manter áreas verdes também no entorno, é fundamental para absorver o calor externo, evitando que se transfira para o interior das moradias.

Os telhados verdes, podem ainda serem desenhados, com sistema de irrigação através de temporizadores, que lançam água por sobre a cobertura vegetal, evitando-se assim a necessidade de transportá-la, ou da circulação de pessoas por áreas perigosas(telhados).

Por último, torna-se imprescindível, o desenvolvimento de políticas urbanas responsáveis, adequando a construção de fachadas de forma a minimizar o “efeito estufa” dos grandes corredores e avenidas que cortam os centro urbanos.

Texto: Roberto Mangraviti
contato@sustentahabilidade.com

Outros textos do Autor:

O pré-sal e o modelo 3D

Artigos

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade pela WEBTV. Palestrante, Moderador de Seminários Internacionais de Eficiência Energética, Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em Artigos

Balneabilidade das praias: bandeira verde ou vermelha?

Laís Nunes15 de agosto de 2019
O mecanismo de defesa de uma planta leva a lagarta ao canibalismo

O mecanismo de defesa de uma planta leva a lagarta ao canibalismo

Karen P Castillioni11 de agosto de 2019
Alimentos Imunológicos

Alimentos imunológicos… conheça-os

Dr Leo Kahn2 de agosto de 2019
Minuto ODS -Cidades e Comunidades Sustentáveis

Vídeo Minuto ODS 12 – Consumo e Produção Responsáveis

Bel Gimenez30 de julho de 2019
Podcast - Sua empresa deve ou não ter um departamento de sustentabilidade

Podcast – Sua empresa deve ou não, ter um Departamento de Sustentabilidade?

Roberto Mangraviti29 de julho de 2019
Hotel de Maceió estimula turismo sustentável

Hotel de Maceió estimula turismo sustentável

Roberto Mangraviti28 de julho de 2019
Presídios Sustentáveis

Presídios sustentáveis no país

Roberto Mangraviti27 de julho de 2019
Metionina - A alta concentração é um fator de risco para sua saúde

Metionina – A alta concentração é um fator de risco para sua saúde

Dr Leo Kahn26 de julho de 2019
Minuto ODS -Cidades e Comunidades Sustentáveis

Vídeo Minuto ODS 11 – Cidades e Comunidades Sustentáveis

Bel Gimenez25 de julho de 2019

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »