Artigos

O “Marechal da Vitória”

O “Marechal da Vitória”

Paulo Machado de Carvalho, esse tão ilustre pioneiro do radio e da televisão brasileira nasceu em São Paulo, a 9 de novembro de 1901.

Nos anos 20 se formou no curso de Direito e logo começou a trabalhar na Radio Sociedade Record, de propriedade do empresário Álvaro Liberato de Macedo.

Em 11 de junho 1931, Dr Paulo Machado assume a propriedade dessa rádio paulistana, inaugurando uma fase de prodigiosa e vitoriosa experiência da PRB-9 que passava a se destacar no radioteatro, no radiojornalismo e nos programas musicais, diretamente dos estúdios pioneiros localizados na Praça da Republica, no centro de São Paulo.

Nos anos 30 e 40 era bastante comum grandes nomes da canção que moravam no Rio de Janeiro, como Francisco Alves e Carmem Miranda, viajarem a São Paulo para cantar no prestigiado microfone da Radio Record.

No jornalismo a inesquecível figura do eminente Dr. Murilo Antunes Alves (1919-2010) simboliza esse o grande êxito da Record nessa área radiofônica.

Mais tarde, Dr. Paulo compôs as Emissoras Unidas, com a Radio São Paulo e a Radio Panamericana, que nos anos 50 também ganhava a adesão da TV Rio, canal 13 da Capital Federal.

Com o advento da Televisão no Brasil, trazida por Assis Chateaubriand em 1950, Paulo Machado de Carvalho logo e muito merecidamente, conquistou a concessão do canal 7 da Capital Paulista, e depois de um período de preparação, conseguiu inaugurar a Televisão Record em 27 de setembro de 1953, a partir de um grande show apresentado por Helio Ansaldo e Sandra Amaral, que contou com um grande e renomado “casting” musical, onde estavam presentes Dorival Caymmi, Inezita Barroso, a cantora símbolo da Record Isaurinha Garcia, dentre muitos outros.

Tinha surgido, coberto de glorias a terceira emissora de São Paulo e quarta do Brasil e o sucesso foi imediato pois a base de seu elenco era a já consolidada Radio Record e o Canal 7, localizado nos modernos estúdios da Avenida Miruna, próximo ao Aeroporto de Congonhas, passava a disputar audiência com a TV Tupi e a TV Paulista.

Até mesmo o internacionalmente conhecido cineasta brasileiro, Alberto Cavalcante chegou a realizar teleteatros na Record.

E exercendo esse comando magnânimo estava lá, Paulo Machado de Carvalho, juntamente com seus três filhos, três exímios radialistas e homens de TV, que muito o ajudaram nessa difícil mas bem sucedida missão: Paulinho Machado de Carvalho, Alfredo de Carvalho e Antonio Augusto Amaral de Carvalho, o senhor “Tuta”, atual proprietário da Radio Jovem Pan.

A proeminência de Paulo Machado de Carvalho também registrou feitos no Esporte Brasileiro: foi presidente do São Paulo Futebol Clube, no nascedouro do “Tricolor Paulista”, em duas oportunidades (1940 e 1947) e chefiou com denodo e êxito a vitoriosa Delegação da Seleção Brasileira bi-campeã mundial de Futebol nas Copas de 1958 na Suécia e 1962-no Chile.

Em 1961,recebe uma grande homenagem, ao ter seu nome “batizando” o Estádio Municipal do Pacaembu, inaugurado em 1940.

E diante de tantos feitos heroicos, passou a ser conhecido como o “Marechal da Vitória”.

Em 1978 é nomeado patrono da Cadeira 37 da Academia Paulista de Jornalismo e em 1990,encerra com sucesso sua trajetória de mais de sessenta anos de dedicação a radiodifusão pátria.
Em 1988 é homenageado com um emocionante enredo da Rosas de Ouro sobre sua vida e obra dedicada as bonitas coisas brasileira.

Em 07 de março de 1992 falece em São Paulo, cidade que amou, que trabalhou e que se dedicou , deixando um legado de ética, de esforço profissional e uma obra fulgurante no radio e na TV brasileira.

Texto: Fabio Rejaili Siqueria
contato@sustentahabili

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Bacharel em Direito, Bacharel em Ciências Sociais e e pesquisador da história da televisão brasileira. É um dos fundadores do Jornal São Paulo em História.

Mais em Artigos

Risco Ambiental na Gestão de Resíduos Sólidos

Risco Ambiental na Gestão de Resíduos Sólidos

Roberto Roche12 de dezembro de 2017
São Paulo

Cidade de São Paulo – TODOS são “fumantes”.

Roberto Mangraviti9 de dezembro de 2017
Leite e Qualidade

Leite: qualidade, processamento e as nomenclaturas comerciais.

Convidado8 de dezembro de 2017
Pré-História

Homem … 45 mil anos de impacto ambiental

Ricardo Rose7 de dezembro de 2017
Gestão Ambiental

Gestão Ambiental portuária, Ônus ou Oportunidade?

Roberto Roche5 de dezembro de 2017
equipes

Equipes de Crise Corporativa

Roberto Mangraviti2 de dezembro de 2017
Energia Aeólica

A Cidade de Saerbeck planejou e realizou o futuro.

Roberto Mangraviti1 de dezembro de 2017
Demitir Clientes

Momento(s) de “demitir” um cliente !

Roberto Mangraviti30 de novembro de 2017

A revolução das impressoras 3D: Impressão de pontes de aço

Cristian Reis Westphal29 de novembro de 2017

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »