Artigos

O preço do cobre, os veículos elétricos e a energia renovável.

O preço do cobre, os veículos elétricos e a energia renovável.

Em 2017 o preço do cobre subiu 30%, atingindo  o mais alto valor dos últimos 4 anos.

Especialistas acreditam que a tendência de crescimento continuará ascendente.

Segundo Rolando Lay, analista da Crugrup, consultoria especializada em mineração, “há no mercado uma clara tendência de deficit de cobre, portanto os preços altos da segunda metade do ano passado são um reflexo da escassez do metal, que deve perdurar nos próximos cinco anos”, publicou a BBC.

“A China atualmente consome cerca de metade do cobre refinado do mundo e, naturalmente, qualquer notícia positiva sobre as tendências de consumo de metais na China terá um impacto imediato sobre seu preço.”

O país asiático, como de hábito no mercado de commodities mundial, é o maior importador do produto e responsável pelas altas.

Mercado de Importação do Cobre

Vale destacar que a China investe na produção e distribuição de energia elétrica para atender uma imensa demanda, especialmente da indústria, tendo em vista que os asiáticos crescem em média 7% ao ano, num pais que abriga 1,2 bilhão de habitantes.

Portanto a importação de cobre é fundamental  para a construção e manutenção de sua rede de distribuição de eletricidade, de cabos usados em edificações, da tubulação de água e de gás e sistemas térmicos.

Naturalmente que todos os equipamentos e produtos eletroeletrônicos – carros, trens, aviões, barcos, computadores- levam o nobre metal.

O impacto dos veículos elétricos

A produção de veículos elétricos(que utilizam cobre na bateria e motor) , também tem impactado no aumento do preço do metal no mercado mundial.

Pois diferentemente do Brasil, onde o mercado de elétricos é minúsculo, em todas as partes do mundo o crescimento é significativo.

Estima-se que em 10 anos, a produção de veículos elétricos mundial, passará de 3 milhões para 27 milhões de unidades.

O crescimento dessa demanda da indústria, deverá gerar um consumo extra de 1,75 milhões de toneladas até 2027, que hoje gira em torno de 23,9 milhões de toneladas.

As energias renováveis e os países produtores.

Outros mercados também impactam, no crescimento de consumo de cobre.

As usinas de energia eólica e solar, consomem o dobro de cobre, quando comparadas com modelos a partir de carbono.

No caso brasileiro, baseado no modelo hidroelétrico, há que se destacar que as renováveis respondem hoje por mais de 5% da matriz nacional, sendo que em 2010 sequer atingia 1%..

Segundo a BBC o Chile respondeu por 26% das exportações em 2016, seguido pelo Peru com 19% e Indonésia com 7,9%.

Portanto o preço do cobre, os veículos elétricos e a energia renovável, deverão andar em sintonia a partir de agora.

 

 

Texto: Roberto Mangraviti
contato@sustentahabilidade.com

Outros Textos do Autor

Veículos Elétricos no Brasil e no Mundo.

África do Sul agora tem o primeiro aeroporto alimentado por energia solar

 

 

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade pela WEBTV. Palestrante, Moderador de Seminários Internacionais de Eficiência Energética, Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em Artigos

Lideres

O anacronismo das lideranças

Roberto Mangraviti20 de abril de 2018
Robson Miguel

Robson Miguel em Brasília – Semana do Índio.

Bel Gimenez17 de abril de 2018
Água

Água … uma riqueza desvalorizada no Brasil

Roberto Mangraviti16 de abril de 2018
Japão trabalha para abrigar humanos na Luaem 2030

Brasil … qual o perfil da sua gente ?

Roberto Mangraviti14 de abril de 2018
The Body Shop - Testes em animais

Assinaturas para fim de testes em animais

Roberto Mangraviti13 de abril de 2018
Localoza

Negócio “limpo” – caminho da Localiza no Brasil com solar.

Roberto Mangraviti12 de abril de 2018

Bactérias e a formação do oxigênio na Terra Primitiva

Cristian Reis Westphal11 de abril de 2018
Eficiência Energética

Novas maneiras de incentivar a eficiência energética

Ricardo Rose7 de abril de 2018
Roberto

ABC Repórter destaca o nosso Portal

Bel Gimenez6 de abril de 2018

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »