Artigos

“Presidenta”

“Presidenta”

O mundo que pensa, sabe que a palavra “presidenta” não existe.

Isto posto, imaginemos agora amigo leitor, um hipotético diálogo entre profissionais diversos e seus interlocutores.

 

Cena 1: Uma violonista e um fã.

Fã: – Adoro seu jeito de tocar violão. Quem te inspirou?

Violonista: – A Baden Powell. Desde que eu era menina.

Fã: – Êpa, o Baden era um homem!

Violonista: – Humm … mas gosto de usar o artigo invertido, fica melhor.

 

Cena 2: Um dentista e seu paciente.

Dentista: – Não tenha medo, vou chamar meu anestesisto para aplicar a injeção.

Paciente: – Ei doutor, não existe o termo “anestesisto”!

Dentista: – Para a profissional mulher, a denominação correta é anestesista… logo para o homem?

Cena 3: Um mecânico e seu cliente.

Cliente: – O que aconteceu com o motor do meu carro?

Mecânico: – Desmontei o motor… estava vazando muito ólea.

Cliente: – Amigo, você é alemão? Não é “ólea”, é óleo.

Mecânico: – Uai, na minha terra, que é a terra da presidenta, se fala ólea.

Caro leitor, você continuaria fã da artista? Extrairia o dente com esse dentista? Deixaria seu carro nesse mecânico?

É assim que sente o mundo que pensa.

Observação :   A  equipe do Lexikon, que atualiza o dicionário Aulete, avalia que os substantivos e adjetivos de dois gêneros terminados em -ente não apresentam flexão de gênero terminado em -a . Por isso, não dizemos “gerenta”, “pacienta”, “clienta” etc. Caso fosse “presidenta”, por coerência, diríamos “a presidenta está contenta”.

Autor: Roberto Mangraviti

contato@sustentahabilidade.com

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade pela WEBTV. Palestrante, Moderador de Seminários Internacionais de Eficiência Energética, Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em Artigos

Mulher na Dependência Quimica

A vulnerabilidade da mulher e a Dependência Química – Parte 2

Dependência Química19 de janeiro de 2018
Fragilidade Humana

A fragilidade humana …”matéria prima” dos ditadores.

Roberto Mangraviti17 de janeiro de 2018
Investimento

Investimento X Resultado em Qualidade e Sustentabilidade

Roberto Roche16 de janeiro de 2018
crise economia

Consequências da crise econômica: quem vai registrá-las?

Ricardo Rose15 de janeiro de 2018
Lições de Mark Zuckerberg

Lições de Mark Zuckerberg para universitários brasileiros

Roberto Mangraviti14 de janeiro de 2018

Como aparar as asas de aves mantidas como pet

Adriana Tereza Petrocelli13 de janeiro de 2018

Conheça nossa nova Colunista: Adriana Tereza Petrocelli

Bel Gimenez13 de janeiro de 2018
O preço do cobre, os veículos elétricos e a energia renovável

O preço do cobre, os veículos elétricos e a energia renovável.

Roberto Mangraviti12 de janeiro de 2018

Desmatamento na Amazônia, é um estrago irrecuperável?

Roberto Mangraviti10 de janeiro de 2018

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »