Artigos

As Prostitutas de Belo Horizonte são Pentacampeãs

As Prostitutas de Belo Horizonte são Pentacampeãs

Em janeiro de 2013, havíamos destacado em um artigo, duas notícias divulgadas pela mídia naquela oportunidade. Uma delas informava que as prostitutas de Belo Horizonte iriam estudar inglês visando a Copa do Mundo de 2014. Noutra, o Senado aprovara a Medida Provisória que baixava o preço da energia elétrica numa  canetada, do dia para noite, sem que houvesse uma redução de custo de fato. Ou seja, comentávamos que havia maior planejamento e lógica na atitude das prostitutas.

Passado praticamente um ano, vasculhando a internet easy rider, resolvemos atualizar estes assuntos  indo buscar detalhes maiores , sobre como o governo havia conduzido a questão das tarifas de energia e como estaria o empenho das prostitutas quanto ao estudo.

Descobrimos um artigo na Exame de março  que, a Associação das Prostitutas de Minas Gerais (Aprosmig) levou com empenho a promessa  feita, indo contudo mais longe ainda, pois as profissionais da associação matricularam-se em cursos que “ vão ensinar inglês, português, espanhol, italiano e francês todos os dias”. Ou seja, além do inglês outras línguas foram adicionadas ao currículo e  talvez já tenhamos hoje,  pessoas capacitadas  bilingue , trilíngue ou até pentacampeãs (ops)  pentalingue.

E sobre  a tarifa de energia elétrica ? Localizamos na Veja de maio que, “O governo federal vai editar nesta quarta-feira um decreto para garantir que a promessa de redução das tarifas de energia elétrica”.    E também localizamos no site do G1 que  “O Tesouro Nacional fez nova emissão de dívida pública em favor da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), usada para bancar a redução de tarifas no valor de R$ 2,3 bilhões”.

Ou seja de um lado, a Aprosmig das prostitutas  foi além da ideia inicial em nada menos que em dois meses,  e com recursos próprios. E do outro lado, passados quatro meses e com a morosidade de dinossauro …,   “ o governo vai editar … blá …blá” , empenho somente em tomar o dinheiro alheio.

Estamos portanto diante de uma severa crise, onde as aparências não enganam mais. Concessões governamentais custam MUITO CARO, ao empresário e a população. Precisamos desenvolver uma “tradução” das notícias para não corrermos riscos de pagar a conta no final e pior, achando que não nos custou nada.

Em Economia, o conceito é simples : não existe almoço de graça.

Alguém pagará a conta dessas promessas e invariavelmente é o consumidor, especialmente no Brasil atual.

Recentemente o Ministro Mantega, voltara atrás sobre a importância da inserção dos freios ABS em 100% dos veículos nacionais e tentou prorrogar a entrada da lei em vigor em 2014, por conta de custos adicionais para indústria, porque também a linha da Kombi não poderia se adaptar, porque … blá…blá  etc ..etc .

A decisão  sensata para o empresário e o cidadão  é, esqueçamos o que o governo acha, e o Ministro também. Na Europa o freio ABS é obrigatório há 20 anos. Não sabemos quantos vidas se perderam aqui no Brasil pela não obrigatoriedade do ABS, mas certamente nós que pagamos estes custos, algo em torno de 2,5% do PIB, além de incontáveis e insubstituíveis vidas. Portanto devemos comprar somente equipamentos com este “plus” , mesmo que custe mais caro hoje, pois vai sair barato no final.

“Que bom que não aumentou a gasolina em 2013” . É péssimo. No dia 05 de dezembro as ações da Petrobras tiveram uma desvalorização que acarretou um prejuízo de US$ 12  bilhões , que representa 3% das necessidades de investimento no Pré-sal até 2020. Sendo assim, é melhor o empresário e o cidadão começar  investir em energias alternativas e renováveis, pois sairá mais barato que os US$ 400 bilhões do Pré-sal.

“ Houve uma redução de 50% nas queimadas na Amazônia  até setembro 2013”. Outra péssima notícia. Esta redução significa que “somente” foram detectados 40 mil pontos de queimadas.  Por isso que nos EUA, que sabem quanto vale um floresta, investem US$ 78,00 por hectare na preservação florestal. Já o Brasil investe  nanicos US$ 2,00 por hectare em preservação ambiental, logo temos 40 mil queimadas por ano. Portanto temos que começar a comprar, AGORA somente madeira certificada e produtos que não tenham insumo de madeira destruída pelo fogo . Sairá mais barato, pois no futuro, nós consumidores, teremos que pagar a diferença entre a conta norte-americana e a brasileira que é 39 x maior por hectare.

Façamos portanto nossas escolhas, independente das leis e das obrigatoriedades. Esqueçamos estas declarações oficiais, pois quase todas são somente promessas e sem conteúdo.

Utilizemos o ensinamento das prostitutas de BH , cuidemos da nossa própria instrução e investimentos, que vale mais.

Elas sim, são as verdadeiras pentacampeãs …

Texto: Roberto Mangraviti

Economista, Consultor de Estratégias de Sustentabilidade da ADASP-Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo. Colunista do Instituto de Engenharia de São Paulo, Criador e Editor do Portal Sustentahabilidade.com, Diretor e Apresentador do Programa ADASP-SustentaHabilidade pela WEBTV.

Artigos

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade pela WEBTV. Palestrante, Moderador de Seminários Internacionais de Eficiência Energética, Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em Artigos

BNPETRO

Unicórnio nacional é destaque no mundo dos negócios ambientais

Roberto Mangraviti8 de agosto de 2020
Energia limpa crescendo em 2020 no Mundo

Energia limpa crescendo em 2020 no Mundo

Roberto Mangraviti3 de agosto de 2020
Novo marco legal do saneamento

Novo marco legal do saneamento

Roberto Mangraviti26 de julho de 2020
Conheça do benefícios das plantas medicinais e aromáticas

Conheça do benefícios das plantas medicinais e aromáticas

Isabel Gimenez20 de julho de 2020
Irrigação por Energia Solar

Primeiro pivô de irrigação por energia solar é lançado no Brasil

Roberto Mangraviti13 de julho de 2020
Biosolvit é ganhadora do Virtual South Summit de Sustentabilidade

Biosolvit é ganhadora do Virtual South Summit de Sustentabilidade

Roberto Mangraviti28 de junho de 2020
Transações online de gado ganham força durante pandemia

Transações online de gado ganham força durante pandemia

Roberto Mangraviti15 de junho de 2020
Oceanos e suas biodiversidades em alerta

Oceanos e suas biodiversidades em alerta

Convidado9 de junho de 2020
Resignifcando o Século XXI e ½ : do “politicamente correto” ao economicamente inepto.

Resignifcando o Século XXI e ½ : do “politicamente correto” ao economicamente inepto.

Roberto Mangraviti7 de junho de 2020

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com