Artigos

Prostitutas de BH dando aula de economia e sobre tarifas de energia

Prostitutas de BH dando aula de economia e sobre tarifas de energia

De acordo com a Folha On Line, de 08 de janeiro último, as prostitutas de Belo Horizonte/MG,  decidiram aprender inglês (para a Copa do Mundo).

Assim noticiamos este fato verdadeiro, que gerou um artigo, originalmente escrito em 2013, mais atual do que nunca, onde as prostitutas mostraram-se mais eficientes em seus investimentos do que o governo.

Em 2013, este Portal “previu”  que as ações da então presidente Dilma Rousseff resultariam num desastre, pois gastos públicos sem controle e a má gestão, invariavelmente conduzem ao buraco econômico.

Texto: Roberto Mangraviti

contato@sustentahabilidade.com

 

“As Prostitutas de BH dando Aula de Economia, e sobre Tarifas de Energia.”

De acordo com a “Folha On Line”, de 08 de janeiro último (2013), as prostitutas de Belo Horizonte/MG,  decidiram aprender inglês.

Paralelamente, no final de 2012 o Senado aprovou a Medida Provisória 579 reduzindo a tarifa de energia elétrica para indústria, comércio e residências .

O site G1 destaca ainda que “as concessionárias beneficiadas na renovação das concessões, têm que aceitar receber remuneração até 70% menor pelo serviço prestado.” Ainda, segundo o referido site o corte de encargos estaduais que incidem sobre a conta de luz, como o ICMS, permitirão a redução de até 16,7% do preço.

A redução do preço da energia, é um antigo clamor do empresariado, em vista que o custo de deste insumo torna a indústria nacional nada competitiva frente aos produtos importados

Contudo, a forma como isto ocorreu é motivo de algumas considerações.

A primeira reflexão lógica remete-nos ao seguinte raciocínio, se bastava simplesmente a Presidente assinar uma Mediada Provisória para baixar o preço e tendo isto ocorrido em setembro último, é sinal de que antes disto, algum fator econômico não permitia e agora sim. Contudo, pelo que sabe o custo da Produção, Transmissão ou da Distribuição de energia elétrica não caiu durante todo 2012, ou seja não há dinheiro sobrando nesta cadeia de produção e conseqüentemente não há um único fator econômico que justifique abaixar o preço em 2013.

Outra possibilidade seria de que “ havia dinheiro sobrando” ou seja os empresários e investidores estariam embolsando lucros imensos  e repentinamente o Governo descobriu esta situação  e decidiu corrigi-la. Se isto é uma verdade, cabe ao Governo através das Agências Reguladoras, coibir esta e outras práticas empresariais nocivas ao interesse público. Ao público em geral, que se saiba, nenhuma punição foi feita, que nos obriga concluir que nada de irregular havia, ou se havia decidiu-se pela não punição.

Poder-se-ia imaginar também que há dinheiro sobrando e barato no mercado e investidores decidiram aplicar neste negócio, repentinamente,  e há uma expectativa futura por maior eficiência e conseqüente redução do custo operacional que permitiu baixar o preço antecipadamente, em vista de ganhos futuros e repassar estes ganhos (lucro) ao consumidor antecipadamente.

Outro fator de reflexão é sobre a redução dos impostos que a Medida Provisória alterou. Se o imposto foi reduzido significa que o Governo já pode arrecadar menos, pois reduziu seu quadro de funcionários, sustentados com estes impostos, ou está gastando menos com outros fatores, ou de forma mais eficiente.

Pelo que se sabe, a única novidade confirmada neste ambiente de notícias, pelos menos aos paulistanos, é que toda semana falta energia,  ora por falta de chuva, ora por excesso de chuvas gerando queda de árvores na cidade, o preço ainda não abaixou e  já se fala em racionamento.

E as prostitutas ?

O Sindicato da categoria, de forma planejada e visando a Copa do Mundo , entendeu prudente investir em seus  quadros profissionais, ministrando aulas de inglês gratuitas, visando atender adequadamente seus clientes em 2014 , pois haverá maior procura por serviços. A Folha On Line assim estampou , “A idéia é ensinar o básico. Fruits (frutas), por exemplo. Mas o vocabulário técnico, como condom (preservativo), também estará presente em aulas de inglês que prostitutas de Belo Horizonte terão para receber os turistas na Copa de 2014”. É a Lei da Oferta e da Procura, simplesmente levando o empresário deste setor, sem interferência de nenhuma agencia governamental, a agir de forma planejada, com mais de um ano de antecedência.

Qual das notícias acima é a mais profissional, planejada e verdadeira, a Redução da Tarifa da Energia Elétrica ou das Prostitutas ?

Roberto Mangraviti

 

 

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade pela WEBTV. Palestrante, Moderador de Seminários Internacionais de Eficiência Energética, Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em Artigos

Lideres

O anacronismo das lideranças

Roberto Mangraviti20 de abril de 2018
Robson Miguel

Robson Miguel em Brasília – Semana do Índio.

Bel Gimenez17 de abril de 2018
Água

Água … uma riqueza desvalorizada no Brasil

Roberto Mangraviti16 de abril de 2018
Japão trabalha para abrigar humanos na Luaem 2030

Brasil … qual o perfil da sua gente ?

Roberto Mangraviti14 de abril de 2018
The Body Shop - Testes em animais

Assinaturas para fim de testes em animais

Roberto Mangraviti13 de abril de 2018
Localoza

Negócio “limpo” – caminho da Localiza no Brasil com solar.

Roberto Mangraviti12 de abril de 2018

Bactérias e a formação do oxigênio na Terra Primitiva

Cristian Reis Westphal11 de abril de 2018
Eficiência Energética

Novas maneiras de incentivar a eficiência energética

Ricardo Rose7 de abril de 2018
Roberto

ABC Repórter destaca o nosso Portal

Bel Gimenez6 de abril de 2018

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »