Artigos

Quando a grandeza da religiosidade é maior que a religião: Francisco I

Quando a grandeza da religiosidade é maior que a religião: Francisco I

Existem pessoas que não precisam morrer para escrever uma história belíssima na Terra. O compromisso com os princípios de vida, é mais importante que a sua obra. Na verdade, a obra se torna consequência dos princípios e não o inverso. Assim foi Madre Tereza de Calcutá em sua jornada no Planeta e certamente Francisco I já escreveu seu nome na história da humanidade. Nos séculos IXX e XX, os Papas eram santos à sua época, mas com o passar do tempo, a história ia absorvendo novos fatos … que terminavam com uma espécie de declínio da Santidade original. Como se a aura da santidade não resistisse ao tempo. Este risco não ocorrerá com Francisco I. Sua postura corajosa em defesa do ser humano, de qualquer matiz, credo ou raça, assegura esta nova realidade. Jorge Mario Bergoglio, já havia construído sua trajetória pelas ruas de Buenos Aires, combatendo a pobreza, a discriminação e a própria Família Kirchner, que do poder se valeu para empobrecer a nação argentina. Naquela época, o jovem padre e depois cardeal, não era conhecido do resto mundo, mas sua unção ao pontificado, expôs suas virtudes para o planeta. De início como Papa Francisco, defendeu as mulheres que haviam se tornado mãe fora do sacramento do matrimônio. Uma coragem e honradez para poucos.

Mas sua última declaração, onde afirma que “a Igreja deve pedir desculpas aos homossexuais”, definitivamente o inscreve naquela condição sobre humana, que nos faz acreditar que vale a pena acreditar no ser humano. Francisco I está a frente do seu tempo e assim se manterá após sua morte, pois sua grandeza religiosa é maior que sua própria religião.

Foto: g1.globo.com

Autor: Roberto Mangraviti
contato@sustentahabilidade.com

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade pela WEBTV. Palestrante, Moderador de Seminários Internacionais de Eficiência Energética, Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em Artigos

Mulher na Dependência Quimica

A vulnerabilidade da mulher e a Dependência Química – Parte 2

Dependência Química19 de janeiro de 2018
Fragilidade Humana

A fragilidade humana …”matéria prima” dos ditadores.

Roberto Mangraviti17 de janeiro de 2018
Investimento

Investimento X Resultado em Qualidade e Sustentabilidade

Roberto Roche16 de janeiro de 2018
crise economia

Consequências da crise econômica: quem vai registrá-las?

Ricardo Rose15 de janeiro de 2018
Lições de Mark Zuckerberg

Lições de Mark Zuckerberg para universitários brasileiros

Roberto Mangraviti14 de janeiro de 2018

Como aparar as asas de aves mantidas como pet

Adriana Tereza Petrocelli13 de janeiro de 2018

Conheça nossa nova Colunista: Adriana Tereza Petrocelli

Bel Gimenez13 de janeiro de 2018
O preço do cobre, os veículos elétricos e a energia renovável

O preço do cobre, os veículos elétricos e a energia renovável.

Roberto Mangraviti12 de janeiro de 2018

Desmatamento na Amazônia, é um estrago irrecuperável?

Roberto Mangraviti10 de janeiro de 2018

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »