Artigos

Quando há LUZ num quarto escuro… a Mente Humana!

Quando há LUZ num quarto escuro… a Mente Humana!

Em tempos de Lava Jato, algumas pessoas acham que há uma perseguição contra o PT e seus aliados.

De outro lado, há uma faixa da população que não entende este senso de “perseguição”, clamado e reclamado pelos que se sentem “perseguidos”.

Talvez porque , na visão de alguns pensadores, há um certo sentimento de temor e apatia vividos por pessoas que se confrontam com a necessidade de encarar um quarto sujo e desarrumado, quando este se encontra mal iluminado… a sua própria mente.

Esta linha de raciocínio é bem explicitada por Sathya Sai Baba (*).

O guru indiano segue uma linha de pensamento que começa bem otimista… “estamos vivendo a melhor época da humanidade desde todos os tempos. Seremos testemunhas e agentes da maior transformação de consciência jamais vista.”

Como a melhor época? E as guerras intermináveis no Oriente Médio? E os refugiados na Europa? E a corrupção abissal no Brasil ?

A explicação do guru indiano para estas questões é muito simples .

Imagine que você possui um quarto iluminado por uma lâmpada de 40 watts e repentinamente a substitui por uma de 100… O que acontece? Verá uma desordem jamais vista, que você somente não imaginava que estava ali.

Assim, quando se acende uma boa luz num quarto escuro, inicialmente colocamos a mão na frente de nossos olhos, protegendo-os contra a surpreendente luminosidade, pois não queremos ver a emanação da luz.

Simples assim … e é isto que está acontecendo.

Pois, conforme atestava o guru, “ a sociedade esta mais organizada … percebeu que as mentiras e as ilusões são percebidas cada vez mais rapidamente?”

Sendo assim, o desconforto gerado pela percepção do quarto sujo após acender uma lâmpada mais forte, é a metáfora perfeita para aqueles que ainda lutam contra os verdadeiros avanços buscados pela sociedade em todo mundo.

E o que fazem quando percebem que a luz cega?

Se não desejam “arrumar o quarto”, escolhem uma atitude também obviamente cega (em resultados), pois assim “aceitam” que viram a luz, mas tomam uma atitude inócua, que sabem no seu íntimo, que em nada mudará a situação.

Claro (sem aqui trocadilho com luz) que assim reage parte da sociedade, especialmente a brasileira, que reluta em transformar-se. Pois vive a sensação de “desconforto interior” ou “dor”, quando confronta-se com a parcela que busca uma trajetória corretiva, mesmo que cometendo erros aqui ou acolá, mas inegavelmente, avançando na estrada transformadora.

E transmutar o pensamento buscando entrar em outra faixa de pensamento ou entendimento, gera sempre uma sequência instigante:
1: desconforto ou desprezo pela opinião alheia
2: negação daquilo que se vê
3: finalmente a DOR, pois enfim limpar esta sujeira social é uma atitude hercúlea, que muitos sequer, querem começar … a partir da sua própria mente. E “dor” somente é manifestada com veemência, quando se torna aguda.

Aí está o cenário daqueles “incrédulos” nos desmandos que são de conhecimento de toda sociedade, e infelizmente permissíveis para parte dela.

Sendo assim, conforme destacou o guru indiano, “informe-se e desperte a vontade de conhecer estas questões e seja um participante ativo (na transformação) ”, pois segundo aquele líder, “ cada um deve escolher que tipo de realidade deseja viver”.

Boa escolha para você, caro leitor, e terminamos com uma pergunta: de quantos watts é a sua lâmpada?

Texto: Roberto Mangraviti
contato@sustentahabilidade.com

(*)Śri Sathya Sai Baba, nome de nascimento Sathyanarayana Raju -1926/2011 (84 anos), nasceu em uma pequena aldeia localizada no Sul da Índia. Era guru, líder espiritual, místico, filantropo e considerado por muitos como um avatar ( encarnação humana de um ser divino).

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade.com pela WEBTV. Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em Artigos

São Paulo

Cidade de São Paulo – TODOS são “fumantes”.

Roberto Mangraviti9 de dezembro de 2017
Leite e Qualidade

Leite: qualidade, processamento e as nomenclaturas comerciais.

Convidado8 de dezembro de 2017
Pré-História

Homem … 45 mil anos de impacto ambiental

Ricardo Rose7 de dezembro de 2017
Gestão Ambiental

Gestão Ambiental portuária, Ônus ou Oportunidade?

Roberto Roche5 de dezembro de 2017
equipes

Equipes de Crise Corporativa

Roberto Mangraviti2 de dezembro de 2017
Energia Aeólica

A Cidade de Saerbeck planejou e realizou o futuro.

Roberto Mangraviti1 de dezembro de 2017
Demitir Clientes

Momento(s) de “demitir” um cliente !

Roberto Mangraviti30 de novembro de 2017

A revolução das impressoras 3D: Impressão de pontes de aço

Cristian Reis Westphal29 de novembro de 2017
Gestão Hospitalar

A moderna gestão hospitalar e a questão ambiental.

Roberto Roche27 de novembro de 2017

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »