Artigos

Quatro dicas para suas baterias durarem.

Quatro dicas para suas baterias durarem.

Confira algumas dicas que você mesmo poderá seguir para fazer suas baterias de Íon-Lítio durarem por mais tempo, sejam elas usadas em carros com direção elétrica, instalações residenciais – tais como as “Powerwalls” do Tesla recentemente anunciadas – ou até mesmo em seus dispositivos portáteis, como smartphones, celulares ou notebooks.

Essas dicas irão primariamente ampliar a extensão da vida útil das baterias de Íon-Lítio, de forma que elas não precisarão ser substituídas com muita frequência. Porém, se você está procurando uma forma de maximizar o tempo de execução por apenas um momento de necessidade, por exemplo, possivelmente terá de substituir a bateria mais cedo e, pensando nisso, dispomos algumas dicas relacionadas no final desta matéria.

Dica 1: Bateria – Use ou Perca

É importante lembrar que baterias se degradam não apenas durante o uso, mas também quando largadas em uma prateleira. Esta é uma razão porquê muitos fabricantes especificam não somente um ciclo de vida útil como também um prazo de validade para suas baterias.

Então, uma boa forma de lidar com este fato é tratar suas baterias ou dispositivos que também funcionem à base de bateria como produtos laticínios: isto é, escolhendo o mais fresco toda vez que houver a possibilidade na hora de comprar.  Um produto mais velho é bom, porém deve-se saber que seu prazo de validade expirará mais cedo.

Fique com o pé atrás com produtos de origem duvidosa e evite comprar se você pretende usar o produto em questão por um bom tempo.

Dica 2: Mantenha a Bateria Resfriada

Em termos funcionamento, um fator de maior influência na vida útil da bateria é a temperatura. As baterias de Íon-Lítio são tipicamente “mais felizes” quando submetidas a temperaturas entre 20 até 25°C.

Em altas temperaturas, uma camada protetora dentro das baterias se quebra e esta camada precisa ser reconstituída, por isso suga um pouco da capacidade de energia que a bateria tem a oferecer. Em temperaturas mais frias as reações químicas dentro da bateria se diminuem. Quando combinados com um consumo de energia significativo, ocorre um problema semelhante às estradas durante o trânsito na hora do rush: muitos carros que tentam passar para pouca estrada disponível. Por isso é fundamental manter os níveis de temperatura mais baixos.

O resfriamento é sempre menos prejudicial do que o calor. Isso é válido também caso você tenha uma escolha entre colocar o seu celular no sol ou na sombra, de modo o ultimo é sempre o preferível.

Dica 3: Sem Memórias

A terceira dica relaciona quando, como e quanto as baterias devem ser carregadas. Um dos aspectos mais amplamente conhecidos sobre a vida da bateria é o “efeito memória”.

O que é menos conhecido é que o efeito memória nas baterias de Ion-Lítio, se é que existe, tendem a ser muito menores. Em vez disso, eles tem bastante características matizadas. Ou seja, quando não usadas, as baterias se degradam mais do que quando totalmente carregadas. Então, se deixar a bateria muitos dias ou semanas sem uso, seria ideal mantê-la com um nível baixo de carga como, por exemplo, apenas 20% carregada.

Por outro lado, quando a bateria é carregada ou descarregada muitas vezes, é melhor sempre mantê-la próxima ao nível de 50% se possível.  Se você está somente carregando ou descarregando as baterias um pouco de cada vez, é muito melhor mantê-la dos 45 aos 55% do que entre 90 ou 100%.

Dica 4: “Ins” e “Outs”

Esta última dica diz respeito ao consumo de energia. Forçando baterias a promoverem quantidades elevadas de produção de energia, seja para carregar o dispositivo muito rapidamente ou etc., é equivalente ao aquecimento e resfriamento ao mesmo tempo: as quebras de camada protetora e as reconstruções simultaneamente tal como é uma grande quantidade de carros provocando um engarrafamento sem motivos e sem obras rodoviárias nas pistas.

Mesmo carregando e descarregando em pequenas quantidades, a tendência é ser pior do que deixa-la completamente carregada. Portanto, tente não colocar muita carga em sua bateria a qualquer momento.

 Para Emergências de Curto Prazo

As dicas acima visam preservar a sua bateria por um longo prazo. Reciprocamente, se você está buscando maximizar a capacidade de sua bateria hoje sem se preocupar muito com o amanhã, seguem abaixo duas dicas que irão lhe ajudar durante este processo:

1) Primeiramente e o mais importante, reduza a carga: feche os aplicativos, desligue o wi-fi e o GPS e abaixe o brilho da tela.

2) Depois, mantenha seu aparelho em um local aquecido porém não quente. Uma bateria aquecida permite que as reações químicas aconteçam mais facilmente assim que desbloqueiam um pouquinho mais de energia extra.

Perceba que se a bateria não fica muito quente neste caso, então o dispositivo irá construir um sistema de resfriamento (quando há, obviamente) usando a energia que você quer preservar. E se há um superaquecimento, seu dispositivo será inteiramente desligado por razões de segurança. Dependendo da aplicação, os sistemas de resfriamento alcançam entre 30 a 50 ° C e desligam torno de 55 a 65 ° C.

Todavia e como discutido acima, manter seu dispositivo em uma temperatura elevada acima de um período significativo irá diminuir a vida útil de sua bateria. Quando sua bateria atual não suportar mais, você poderá substitui-la por uma nova e seguir as quatro etapas mencionadas acima.

Considerações Finais

Íon-Lítio não é apenas uma, porém uma variedade de elementos químicos combinados.  As dicas acima são válidas também para o ferro-fosfato ou o cobalto-base, que tendem a ser os mais utilizados. No entanto, existem outros tipos de produtos incluindo manganês-espinélio que têm características ligeiramente diferentes. Em caso de dúvida, pergunte ao fabricante da bateria e peça a orientação mais adequada ao seu produto.

 

Referências: The Conversation, BBC, IFLScience

Autor: Cristian Reis Westphal

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Estudante de Engenharia Química. Lidera há 7 anos o projeto Ciência e Astronomia, que compartilha informações nas áreas da ciência e astronomia. Trabalha com divulgação científica em escolas e disponibiliza telescópios para observações em praças.

Mais em Artigos

Mundo Verde

“Mundo Verde” projeta crescer 25% em 2018

Roberto Mangraviti24 de novembro de 2017
Motivação_Herzberg

Teoria da Motivação de Herzberg (3).

Roberto Mangraviti23 de novembro de 2017
Bolsa Família

O Bolsa Família ocultou a taxa de desemprego real?

Roberto Mangraviti22 de novembro de 2017
QSMS-RS e Sustentabilidade

Mais líderes na gestão de QSMS-RS & Sustentabilidade

Roberto Roche20 de novembro de 2017
Motivação

Teoria da Motivação de McClelland(2)

Roberto Mangraviti17 de novembro de 2017
Infraestrutura

Infraestrutura no Brasil – Concessionárias as únicas com bons resultados( Parte 3)

Roberto Mangraviti16 de novembro de 2017
Gestão Ambiental Portuária

Gestão Ambiental portuária, Ônus ou Oportunidade?

Roberto Roche14 de novembro de 2017

Motivação na ótica de Maslow

Roberto Mangraviti13 de novembro de 2017
Adam Smith

Lições para o Brasil – Adam Smith

Roberto Mangraviti12 de novembro de 2017

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »