Artigos

Rastreadores podem diminuir as probabilidades de pássaros retornarem ao seu ninho

Rastreadores podem diminuir as probabilidades de pássaros retornarem ao seu ninho

Recentemente, um artigo publicado na revista Science informou que Cerulean warblers (Setophagacerulea), ou em português mariquita-azul, que usam geolocadores em suas costas podem ser menos propensas a completar o vôo de retorno usual da América do Sul para seus locais de reprodução no leste dos Estados Unidos.

Colocar minúsculos rastreadores chamados geolocadores nas costas dos pássaros pode revelar muito sobre onde os pássaros vão quando eles migram, como eles chegam lá e o que acontece ao longo do caminho. Mas os ornitólogos estão descobrindo que essas “mochilas”podem ter conseqüências não esperadas.

As mochilas não afetam a reprodução, mas aves que usam os aparelhos são menos propensas a retornar ao mesmo local de reprodução no ano seguinte em comparação a aves que só usam etiquetas. Os pássaros podem ter sido perdidos dos rastreamento ou terem morrido, possivelmente devido ao peso extra.

Este é um estudo do pesquisador Douglas Raybuck e seus colegas da Universidade Estadual de Arkansas. O estudo acrescenta evidências conflitantes de que os geolocadores afetam algumas aves de maneiras negativas, como alterar sua biologia reprodutiva. Na melhor das hipóteses, as potenciais desvantagens variam de pássaro para pássaro e mochila para mochila. Mas isso não deve impedir os pesquisadores de usar geolocadores para estudar aves migratórias, porque os dispositivos identificam áreas cruciais para a migração de aves e podem auxiliar nos esforços de conservação.

Referência
https://www.sciencenews.org/blog/science-ticker/trackers-may-tip-warbler-odds-returning-nest

Texto: Karen P Castillioni
contato@sustentahabilidade.com

Clique para adicionar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Artigos

Bióloga com Mestrado em Botânica pela UNESP.Desenvolvedora de estudos ligados à ecologia, conservação, sustentabilidade e impactos das alterações climáticas.

Mais em Artigos

Varejo

Varejo crescerá 1,4% em 2017.

Roberto Mangraviti21 de outubro de 2017
Boni

Boni-65 anos de brilhante trajetória televisiva

Fabio Rejaili Siqueira20 de outubro de 2017
Riso

A origem do riso

Convidado18 de outubro de 2017
acidente ambiental

Complacência MATA!

Roberto Roche17 de outubro de 2017

Desperdício “Zero” … cultura Mottainai do Japão.

Tiemi Yamashita13 de outubro de 2017

O quão grande pode se tornar um tsunami?

Cristian Reis Westphal12 de outubro de 2017
Meio Ambiente

A Importância da Conformidade Ambiental da Indústria

Roberto Roche10 de outubro de 2017
Cerrado

Cerrado e agricultura

Ricardo Rose6 de outubro de 2017
QSMS-RS sustentabilidade

O que a indústria espera do seu Gestor de Sustentabilidade

Roberto Roche5 de outubro de 2017

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »