Artigos

Resíduos de alimentos gerando energia em restaurante

Resíduos de alimentos gerando energia em restaurante

Desperdício de comida é um tema muito recorrente nos dias de hoje, tanto no ambiente doméstico quanto nos estabelecimentos comerciais do ramo alimentício, mas o que as famílias e os restaurantes fazem para mudar esse cenário? Imagine que todo resto de comida de um restaurante seja descartado corretamente e, que ainda por cima, esse desperdício seja utilizado para gerar biogás para preparar as refeições do estabelecimento. Imaginou?

Isso já é possível! E o empresário André Gil do Amaral e seu pai, Eduardo José Gil do Amaral, proprietários do restaurante Brasô Grill, acabam de adotar seis sistemas HomeBiogas 2.0 no estabelecimento. Trata-se de um equipamento que reutiliza resíduos orgânicos para gerar biogás e um fertilizante líquido natural para as plantas.

O restaurante Brasô Grill, tradicional no município Primavera do Leste, a 230 quilômetros de Cuiabá, vai começar a fazer uso de energias renováveis por meio do HomeBiogas 2.0

Com três kg de lixo despejados por dia, é possível gerar até três horas de consumo de gás. Entre os benefícios, além da reciclagem e a economia de energia, estão os impactos na saúde, com a redução do uso de carvão e o emprego em sistemas de saneamento básico.

Serão instalados seis equipamentos modulares interligados, ao mesmo tempo. Cada sistema deixa de enviar uma tonelada de resíduos orgânicos por ano para o aterro e de emitir seis toneladas de gás de efeito estufa na atmosfera. Isso permite que o Brasô Grill deixe de gerar mais de seis toneladas de lixo por ano e possibilita de 15h a 18h de biogás por dia”, analisa com detalhes sobre essa conquista, o responsável por trazer a tecnologia para o Brasil, Leandro Toledano.

O restaurante vai completar um ano e já tem um marco na história. Eduardo José Gil do Amaral e seu filho sempre tiveram a vida rodeada de natureza na fazenda, o cuidado e preocupação com a sustentabilidade sempre esteve presente no dia a dia deles e levaram essa premissa para o empreendimento. A começar pelo projeto arquitetônico do Brasô Grill, que preservou uma árvore imponente e tradicional da região, popularmente conhecida como Guapuruvu (nome científico: Schizolobium parahyba), reforçando o respeito com o meio ambiente.

O fluxo de clientes gira em torno de 250 visitantes por noite e isso, consequentemente, resulta em muito desperdício, além da maneira incorreta do descarte. A compostagem até seria uma opção, mas a quantidade de resto de comida era exorbitante e também não seria possível devido às normas da Vigilância Sanitária. Foi então que ouvimos falar do equipamento HomeBiogas e decidimos implementá-lo em nosso estabelecimento”, conta o sócio-proprietário, André Gil do Amaral, sobre a contribuição do sistema para um estilo de vida mais sustentável, no qual é possível proporcionar isso a outras pessoas.

Outro grande diferencial do HomeBiogas é que ele recebe qualquer tipo de lixo orgânico, incluindo óleos e frituras, e não só legumes, vegetais e frutas in natura”, acrescenta Toledano, representante da marca no Brasil. Ele ressalta que o usuário só precisa se preocupar em manter a umidade, para garantir a atividade biológica.

De acordo com o World Resourses Institute (WRI) Brasil, 41 mil toneladas de alimentos são desperdiçados anualmente no Brasil. Do total, 15% ocorre em restaurantes, aproximadamente 6 mil toneladas.

Ainda de acordo com o instituto, em nível global, o desperdício em restaurantes de fast food gira em torno de 9,55%, e, em restaurantes que oferecem serviço completo, a taxa é ainda maior, 11,3%.

Eu quero mostrar para as pessoas que é possível a evolução para uma sociedade com fontes de energias renováveis. Existem alternativas para praticar a sustentabilidade e fazer dessas ações um estilo de vida mais consciente em prol do meio ambiente”, explica Leandro Toledano, representante da marca HomeBiogas no Brasil.

contato@sustentahabilidade.com

Artigos

Pedagoga, Produtora, Diretora Comercial e de Tecnologia, do Portal Sustentahabilidade.com. Especialista em planejamento de recurso corporativo, gestão de processos e projetos.

Mais em Artigos

Inovação

Os Desafios da Inovação Aberta no Brasil

Roberto Mangraviti21 de agosto de 2019

Socialismo é o oposto do Capitalismo?

Convidado20 de agosto de 2019

Amigas para sempre…relação mutualística

Karen P Castillioni19 de agosto de 2019

Balneabilidade das praias: bandeira verde ou vermelha?

Laís Nunes15 de agosto de 2019
O mecanismo de defesa de uma planta leva a lagarta ao canibalismo

O mecanismo de defesa de uma planta leva a lagarta ao canibalismo

Karen P Castillioni11 de agosto de 2019
Alimentos Imunológicos

Alimentos imunológicos… conheça-os

Dr Leo Kahn2 de agosto de 2019
Minuto ODS -Cidades e Comunidades Sustentáveis

Vídeo Minuto ODS 12 – Consumo e Produção Responsáveis

Bel Gimenez30 de julho de 2019
Podcast - Sua empresa deve ou não ter um departamento de sustentabilidade

Podcast – Sua empresa deve ou não, ter um Departamento de Sustentabilidade?

Roberto Mangraviti29 de julho de 2019
Hotel de Maceió estimula turismo sustentável

Hotel de Maceió estimula turismo sustentável

Roberto Mangraviti28 de julho de 2019

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »