Artigos

Uma imprensa golpista !

Uma imprensa golpista !

Estranhamente, a imprensa brasileira (tv e web) diante de fatos lamentáveis de vandalismo, segue utilizando os termos “manifestantes”, visando relatar agressões praticadas por bandidos. Pior ainda, a lógica utilizada beira o ridículo, com parágrafos assim construídos: “O ato, que começou pacífico…”.

Ora, como poderia começar? Os delinquentes começariam lançando bombas? Se assim fosse, a imprensa seria obrigada classificá-los como guerrilheiros, já que agem de maneira tal (vide fotos abaixo), mas suavizam com eufemismos disfarçados, como se o ato houvesse sido planejado para o exercício de uma manifestação lícita e normal, quando em determinado momento, perdeu-se o controle da situação. Ora, há lojas de rojões na Av. Paulista? Surgiram da onde? Um imprensa interessada em reportar a verdade, teria a obrigação de construir as matérias com outro sentido de direção: “os vândalos, como de hábito, encerraram a ação com grande depredação”. A comprovar esta forma suavizada de conceito utilizada propositadamente, a reportagem destaca que uma pessoa foi presa , sem grifar o absurdo que somente uma foi presa. Sim senhores, UMA PESSOA , sendo que olhando as fotos desses agentes, ou assistindo o vídeo do G1 da Globo, se percebe uma ação absolutamente organizada, perceptível até para quem nunca soltou uma biriba na infância.

É nítida a ação dos “líderes” ou capitães coordenando a chegada da “artilharia” (estes com rojões) para em seguida ordenar a retirada dos mesmos. Após essa movimentação do “exército”, entra em ação a “infantaria” com pedras.

Estavam as pedras na porta da FIESP? A mesma Globo, através do Jornal da Globo das 18 horas, conduzindo pela competente Leilane Neubarth, mostrava cenas ao vivo, onde percebia-se o constrangimento da jornalista na leitura do texto, utilizando-se da expressão “movimento de protesto” com um desconforto sem igual. E para que não paire dúvida nestas palavras, de qualquer antipatia ou simpatia por legendas políticas, vale ressaltar que a passividade da imprensa é a mesma, diante de atitudes semelhantes de “torcedores” de futebol, onde falanges organizadas se “manifestam” da mesma forma. Portanto para alguns noticiários, um grupo ou outro, são legítimos manifestantes … na opinião de uma imprensa golpista.

Autor: Roberto Mangraviti
contato@sustentahabilidade.com

golpista2

golpista3

golpista4

leilane-1

Artigos

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade pela WEBTV. Palestrante, Moderador de Seminários Internacionais de Eficiência Energética, Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em Artigos

Reduzir, Reutilizar e Reciclar – 3 Rs da Sustentabilidade

Karen P Castillioni14 de setembro de 2019

Os segredos escondidos nas nuvens de Órion

Cristian Reis Westphal11 de setembro de 2019
Prolina...O aumento da Síntese do Colágeno... sua pele mais saudável

Prolina…O aumento da Síntese do Colágeno… sua pele mais saudável

Dr Leo Kahn9 de setembro de 2019
Minuto ODS -Cidades e Comunidades Sustentáveis

Vídeo Minuto ODS 13 – Ação Contra a Mudança Global do Clima

Bel Gimenez8 de setembro de 2019
Baleias

Baleias imitam sons humanos

Karen P Castillioni5 de setembro de 2019
Macronutrientes

Macronutrientes na sua dieta

Dr Leo Kahn22 de agosto de 2019
Inovação

Os Desafios da Inovação Aberta no Brasil

Roberto Mangraviti21 de agosto de 2019

Socialismo é o oposto do Capitalismo?

Convidado20 de agosto de 2019

Amigas para sempre…relação mutualística

Karen P Castillioni19 de agosto de 2019

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com

Translate »