Artigos

Os sobreviventes e os neoconstrutores do “novo” século XXI

Os sobreviventes e os neoconstrutores do “novo” século XXI

Com praticamente ¼ de Novo Século transcorrido, parte da população brasileira visível através do Facebook, atraca sua âncora ideológica no pântano  dos dilemas existenciais do ser humano. Uns ainda atrelados ao formato dos  “combatentes”, da Serra Maestra dos anos 50… Outros “combatentes” querendo fixar trincheiras para àqueles não retornem jamais. Contudo os sobreviventes da atual pandemia, e responsáveis pela neoconstrução  do Século XXI, não possuem absolutamente nada de “combatentes”.Pois o espírito do século atual, já vinha sendo construído por pessoas evoluídas, de forma leve e harmoniosa, muito antes do COVID dar as caras no Planeta.

No Brasil segundo Divaldo Franco, nunca havia sido tão fácil ser venal, e recebedor de aplausos através de ideologias. E há uma distinção significativa de pessoas com leveza de caráter que buscam revolucionar o planeta com uma visão contemporânea, de outras de combatividade “revolucionária ideológica”.

Assim como não se constrói uma Nação com rompantes de  entusiasmos, como vimos até hoje nestas 2 décadas perdidas, também não se constrói um caráter, segundo Divaldo, com um “desejo de alguns dias”,  mas com a perseverança de muitos dias.

O Brasil teimou sem sucesso, em modelos de gestão protagonizados por gente de espírito pesado, denso, equivocadamente revolucionária…gente que desconhece a diferença entre interferir e interceder.

O primeiro, está centrado em ações de ferir (inter-ferir) … interferir no mercado, interferir nos preços das coisas, interferir na vontade das pessoas …induzi-las  a fazerem  isso ou aquilo, visando receberam benesses de forma deseducadora, sem contrapartida no esforço, conceito óbvio da Natureza, reconhecido até por uma borboleta para sair do casulo.

Interceder, por sua vez, significa construir pessoas e uma Nação, através do exercício do autoconhecimento, levando-as a estudarem e trabalharem, mais e mais de forma harmoniosa.

Pessoas possuem alma, independente daquilo que acredita o leitor através de seus dogmas religiosos.

Há um DNA dentro do ser humano, que na essência esconde uma espiritualidade, que somente desabrocha, com treinamento constante, e não com um “desejo de alguns dias”.

A leveza de atitudes espiritualizadas também pode ser entendida soberbamente através do livro Marketing 3.0 – As Forças que Estão Definindo o Novo Marketing Centrado no Ser Humano, de Philip Kotler, Hermawan Kartajaya e Iwan Setiawan, lançado no Brasil pela Editora Campos.

Segundo os autores, “Enquanto O Marketing Colaborativo e o Marketing Cultural vão definir QUE conteúdo será oferecido ao mercado, o Marketing Espiritual mostrará o caminho de COMO oferecer ao mercado esse conteúdo” para pessoas com outros objetivos planetários.

E olhando o Brasil que tentaram nos enfiar guela abaixo ( e  de quase toda  América Latina),  nada tem a ver com Marketing 3.0, de leveza e sabedoria na abordagem do ser humano.

Temos sido administrados por gente retrógrada que se acham presunçosamente “progressistas”, como se auto intitulam. Gente de espírito pesado… e aquilo que é pesado AFUNDA, como comprova a Física ou as economias de sociedade e mercados intervencionistas.

Portanto, teremos que reeducar a alma dos cidadãos da nossa Nação, para superarmos este momento de retrocesso do espírito construtivo a que fomos lançados.

Cada parte do mundo é possuidora de parâmetros espirituais condizentes com sua cultura:  Buda, Maomé, Jesus e assim sucessivamente.

Aos ocidentais, é mais fácil utilizarmos a figura de Cristo como parâmetro, mesmo não sendo a única.

Mas, ao olharmos o DNA do espírito de Jesus, encontramos um jovem trabalhador, carpinteiro de ofício desde a adolescência, e em nada revoltado.

A liberdade, com responsabilidade, norteou os passos de Jesus, nos poucos anos de convívio com os judeus.

Esta é a “vibe” do Século XXI , que passados 2.020 anos, não entra na cabeça de gente que quer interferir até no preço do papel higiênico do supermercado na Venezuela, ou que queira trucidar aqueles.

Há uma parábola sobre construtores que dá a exata dimensão sobre o perfil de algumas pessoas.

Certa feita, um filósofo viu um operário que transportava pedras numa carriola, sob um sol escaldante e perguntou-lhe …  “ Que fazes meu bom homem ?” . O operário respondeu irritado … “ Não estás vendo… estou carregando pedras para uma obra  sob este sol infernal “ .  O filósofo, seguiu admirando o cenário e perguntou a um segundo operário, que passava na sequência, com outra carriola … “Que fazes meu bom homem?” . O sorridente operário  respondeu de forma imediata “ eu estou construindo uma Catedral” .

O primeiro operário está em meados do século 20… o outro no 21.

E você caro leitor, em que século se encontra ?

Texto: Roberto Mangraviti

contato@sustentahabilidade.com

Resumo dos Autores Citados

  • Hermawan Kartajaya é um autor indonésio e palestrante na área de estudos de marketing. Em 2000, Kartajaya foi co-autor de “Reposicionamento Ásia: De bolha de Economia Sustentável” com Philip Kotler. Nela, eles analisaram por que a crise asiática de 1997 ocorreu, e esboçou o que os governos e empresas da região poderiam fazer para se desenvolver de forma mais sustentável no futuro. É fundador e CEO da MarkPlus, Inc., a maior empresa de consultoria de marketing da Indonésia. Foi considerado pelo Chartered Institute of Marketing um dos “50 gurus que moldaram o futuro do marketing”. Seu último livro, Marketing 3.0, é mundialmente reconhecido e foi traduzido para 23 idiomas além do inglês. Seus conceitos de marketing também podem ser encontrados nos livros Marketing Global e Princípios de Marketing Global por Warren Keegan, o renomado especialista mundial em marketing global. Para ajudar as empresas do Sudeste Asiático a crescer, ele fundou a principal empresa de serviços profissionais, a Markest, Inc., no Sudeste da Ásia, na área de consultoria, pesquisa e treinamento de marketing.
  • O norte-americano Philip Kotler, considerado o “papa” da publicidade, propaganda e do marketing, é natural de Chicago, onde nasceu em 27 de maio de 1931.

Requisitadíssimo, Kotler apresenta seminários no mundo inteiro para falar de suas especialidades. É professor da escola de administração da Universidade Northwestern, em Illinois (EUA).

Escritor, consultor e professor, Kotler obteve seu primeiro mestrado pela Universidade de Chicago, e seu PhD em Massachusetts (MIT), ambos em Economia. É pós-doutorado em Matemática por Harvard e em Ciências Comportamentais pela Universidade de Chicago.

Autor de 55 livros e autor e co-autor de mais de 150 artigos publicados, suas obras direcionam-se à didática de marketing e responsabilidade corporativa, educação, meio ambiente, marketing governamental, saúde, hospitalidade, inovação, museus, artes cênicas, marketing local, redução da pobreza, serviços profissionais, instituições religiosas e turismo.

Desde 2016 é conselheiro do  The Marketing Journal, site online dedicado a compartilhar conhecimentos e práticas de marketing.

  • Divaldo Pereira Franco , orador com mais de 15.000 conferências, em mais de 2.000 cidades em todo o Brasil e em 62 países, concedendo mais de 1.100 entrevistas de rádio e TV, em mais de 450 emissoras. Recebeu mais de 700 homenagens, de instituições culturais, sociais, religiosas, políticas e governamentais. Publicou 202 livros, com mais de 8 milhões de exemplares, Dessas obras, houve 92 versões para 16 idiomas (alemão, albanês, catalão, espanhol, esperanto, francês, holandês, húngaro, inglês, italiano, norueguês, polonês, tcheco, turco, russo, sueco e sistema Braille) direcionando toda receita para obras de caridade. Inaugurou em 1952, a Mansão do Caminho, um centro de acolhida na periferia de Salvador, cidade onde mora. Em três anos, adotou 682 órfãos e, atualmente, dá assistência a 3 540 pessoas carentes, oferecendo serviços como consultas de pré-natal a mães solteiras, um centro de parto natural, creche, além de ensino básico e médio. Nos próximos cinco anos, quer expandir-se e inaugurar por lá uma faculdade de pedagogia, contabilidade e engenharia de computação.

Artigos

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade pela WEBTV. Palestrante, Moderador de Seminários Internacionais de Eficiência Energética, Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Mais em Artigos

Dia da Árvore e o bem estar

Dia da Árvore e o bem estar !

Roberto Mangraviti21 de setembro de 2020
Bioinseticida combatendo a mosca branca na agricultura

Bioinseticida combatendo a mosca branca na agricultura

Roberto Mangraviti7 de setembro de 2020
Unicórnio nacional é destaque no mundo dos negócios ambientais

Unicórnio nacional é destaque no mundo dos negócios ambientais

Roberto Mangraviti8 de agosto de 2020

Energia limpa crescendo em 2020 no Mundo

Roberto Mangraviti3 de agosto de 2020
Novo marco legal do saneamento

Novo marco legal do saneamento

Roberto Mangraviti26 de julho de 2020

Conheça do benefícios das plantas medicinais e aromáticas

Isabel Gimenez20 de julho de 2020

Primeiro pivô de irrigação por energia solar é lançado no Brasil

Roberto Mangraviti13 de julho de 2020

Biosolvit é ganhadora do Virtual South Summit de Sustentabilidade

Roberto Mangraviti28 de junho de 2020

Transações online de gado ganham força durante pandemia

Roberto Mangraviti15 de junho de 2020

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Sustentahabilidade - Todos os direitos reservados.
Os artigos publicados neste Portal, são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos autores. Para mais informações: contato@sustentahabilidade.com

Outros emails específicos: classificados@sustentahabilidade.com dependenciaquimica@sustentahabilidade.com